Busca avançada
Ano de início
Entree

Fitoterápicos para doenças periodontais: revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados

Processo: 19/11766-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Regina Paolucci El Dib
Beneficiário:João Vitor da Silva Rodrigues
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Farmacologia   Doenças periodontais   Medicamentos fitoterápicos   Ensaio clínico controlado aleatório   Revisão sistemática

Resumo

A doença periodontal é a doença de infecção crônica mais prevalente em adultos, causada pelo crescimento excessivo da placa dentária de patógenos periodontais. A gengivite é a forma mais comum da doença periodontal e é altamente prevalente, afetando cerca de 50 a 90% dos adultos no mundo. Outra condição bem conhecida é a periodontite, que afeta 10,8% das pessoas no mundo. A periodontite severa pode causar halitose, dor e desconforto ocasionais, mastigação prejudicada e eventuais perdas dentárias. Além disso, as doenças periodontais também estão associadas ao aumento do risco de diabetes e doença cardiovascular aterosclerótica, além de redução da qualidade de vida. O tratamento periodontal convencional consiste em higiene adequada e remoção de placa e cálculos dentários. Além disso, os antibióticos são geralmente prescritos para pacientes periodontais que não respondam à terapia mecânica convencional. Entretanto, algumas dessas drogas como, por exemplo, a metronidazol são ineficazes contra certos patógenos periodontais. O uso de fitoterápicos por pacientes odontológicos está ganhando espaço em todo o mundo. Uma revisão sistemática das evidências existentes, incluindo avaliação do risco de viés dos ensaios clínicos randomizados, bem como verificar a certeza das evidências é necessária para esclarecer a seguinte pergunta clínica "Os fitoterápicos são mais efetivos e seguros quando comparado ao tratamento convencional na melhora das doenças periodontais?". O projeto de pesquisa será realizado no Departamento de Biociências da Unesp, Brasil. Será realizada uma revisão sistemática e as seguintes bases de dados serão pesquisadas: PubMed, CENTRAL, EMBASE, CINAHL e LILACS. A revisão sistemática será enviada para a revista BMJ Open, pois já publicamos revisão semelhante sobre fitoterápicos em pacientes cirúrgicos na mesma (Nappi 2019).