Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação de um roteiro de observação de linguagem na perspectiva pragmática em crianças com Síndrome de Down entre 18 e 36 meses

Processo: 19/14076-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Fernanda Dreux Miranda Fernandes
Beneficiário:Amanda do Carmo Campana
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Síndrome de Down   Desenvolvimento da linguagem   Crianças   Pragmática   Linguagem   Métodos de observação

Resumo

A síndrome de Down (SD) é uma síndrome definida por uma alteração genética do cromossomo 21, sendo sua trissomia a mutação mais encontra danos indivíduos que a apresentam. Diversas são as características que definem a síndrome, mas nem todos os sujeitos com SD apresentam as mesmas manifestações. A única característica comum em todo indivíduo com SD é a deficiência intelectual. Dentre os achados clínicos, existem as comorbidades fonoaudiológicas, sendo que o sujeito com SD pode apresentar dificuldades de sucção e deglutição durante os primeiros dias de vida, dificuldade de realização de jogos simbólicos e representação, má formação da anatomia do pavilhão auditivo e orelha média - com consequente dificuldade de percepção auditiva -, atraso no desenvolvimento cognitivo e atraso na aquisição e desenvolvimento de linguagem, afetando todos os aspectos que a constituem: fonologia, semântica, sintaxe, morfologia e pragmática. A pragmática, por sua vez, é responsável por destacar os aspectos linguísticos e não linguísticos que estabelecem a comunicação. Sua origem se dá a partir da associação entre o desenvolvimento linguístico, sensorial e cognitivo, que são possíveis de serem observados na relação com o Eu e com o outro. Sua avaliação se torna de extrema importância pois é a partir dela que se torna possível verificar a forma e o momento os quais a criança utiliza suas habilidades comunicativas. Logo, diversas pesquisas trouxeram e testaram, então, diferentes formas de análise da habilidade pragmática em crianças com SD. Este estudo tem como objetivo a aplicação de um roteiro de observação da linguagem na perspectiva pragmática em dois momentos diferentes, sendo que tal roteiro foi inicialmente formulado para observar a habilidade pragmática em crianças com DEA entre 18 e 36 meses. A intenção deste estudo é verificar se o mesmo roteiro é sensível para crianças com SD dentro da mesma faixa etária e se houve diferença na observação dos aspectos pragmáticos entre esses dois períodos.