Busca avançada
Ano de início
Entree

Funcionalidade familiar e sobrecarga: um estudo com cuidadores informais de idosos

Processo: 19/19411-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Ariene Angelini dos Santos Orlandi
Beneficiário:Marcos Soares de Arruda
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Enfermagem geriátrica   Cuidadores de idosos   Relações familiares   Idosos   Estudos transversais

Resumo

Doenças crônicas não transmissíveis frequentemente acometem idosos, os quais podem apresentar descompensações e hospitalizações. Diante da elevada prevalência dessas doenças e do aumento da longevidade, muitos idosos podem apresentar limitações funcionais e necessitar de um cuidador. Porém, nem sempre cuidadores familiares estão aptos a desenvolver a tarefa de cuidar, o que poderá acarretar sobrecarga e disfunção familiar, variáveis que podem influenciar a qualidade do cuidado oferecido. Sendo assim, identificar precocemente esses aspectos é fundamental para que sejam planejadas intervenções a fim de melhorar a qualidade de vida desses indivíduos. Objetivo: Analisar a relação entre funcionalidade familiar e sobrecarga de cuidadores informais de idosos inseridos no contexto hospitalar. Método: Estudo transversal, baseado na pesquisa quantitativa. Participarão do estudo cuidadores informais de idosos (n=120) que estejam acompanhando o idoso em uma Unidade de Internação de um hospital de grande porte localizado em um município do interior paulista. A amostra será composta pelos indivíduos que atenderem os seguintes critérios: ser familiar do idoso cuidado; ser o cuidador primário; não receber remuneração por exercer esse cuidado; ter idade igual ou superior a 18 anos. Os critérios de exclusão serão: graves déficits de audição ou de visão, que possam dificultar comunicação. Serão utilizados os seguintes instrumentos: questionário para caracterização do cuidador e do contexto de cuidado; Inventário de Sobrecarga de Zarit; APGAR de Família. Serão utilizadas análises descritivas e correlacionais. O teste de Kolmogorov-Smirnov será utilizado para verificar a aderência ou não à distribuição normal das variáveis e definir o uso de testes paramétricos (em caso de normalidade) e não paramétricos (em caso de não normalidade). O nível de significância para os testes estatísticos será p-valor d 0,05.