Busca avançada
Ano de início
Entree

Roteiro cinematográfico no Brasil e as marcas estilísticas do excesso

Processo: 19/10787-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Cinema
Pesquisador responsável:Esther Império Hamburger
Beneficiário:Érica Ramos Sarmet dos Santos
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cinema brasileiro   Roteiros   Estilística

Resumo

A partir dos referenciais teóricos de Linda Williams (1991) e Mariana Baltar (2012, 2013), este projeto de pesquisa tem por objetivo estender os estudos sobre o modo de excesso dos domínios da mise-en-scène para o roteiro cinematográfico, a fim de identificar como seus códigos e símbolos estariam presentes desde o texto. Enquanto matriz estética e cultural que atravessa diversas formas da cultura popular massiva e das artes, o excesso em seu sentido mais amplo de fluxo cultural diz respeito a um imaginário visual, sensório e sentimental construído ao longo da modernidade e que vem se adensando na contemporaneidade, calcado no espetáculo visual e sensorial do corpo. Buscaremos demonstrar como o roteiro pode antever o projeto estético do filme a partir da identificação e categorização do que aqui denominamos "marcas estilísticas" do excesso. Argumentamos que a estética fílmica não é algo que se dá, exclusivamente, no âmbito da realização. Para isso, partimos da noção de "escrita invisível" de Jean-Claude Carrière e Pascal Bonitzer (1996) segundo a qual há informações ocultas na própria escrita do roteiro, como indicações de decupagem, ritmo das cenas, momentos de cortes, especificações cênicas e até mesmo de construção sonora. Para tanto, nosso corpus compreenderá roteiros de longas-metragens brasileiros de ficção que dialogam com esse modo de excesso. A partir do entrelaçamento de dois campos teóricos - os estudos de roteiro e os estudos de excesso - pretendemos contribuir não só para o adensamento teórico do campo, mas também na elaboração de técnicas a serem empregadas por profissionais no mercado e no ensino de roteiro no país, a partir de seu próprio cinema. (AU)