Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do gênero e do tempo sobre a remodelação cardíaca induzida pela suplementação de vitamina D

Processo: 19/15581-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Sergio Alberto Rupp de Paiva
Beneficiário:Matheus Augusto Callegari
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Nutrição   Vitamina D   Deficiência de vitamina D   Estresse oxidativo   Remodelação ventricular   Modelos animais

Resumo

A deficiência de vitamina D tem sido considerada um problema de saúde pública. As preocupações sobre essa deficiência crescem a cada dia devido a novas descobertas que a associam ao desenvolvimento de doenças crônicas, entre elas, as cardiovasculares. Devido a isso, diversos profissionais têm incentivado suplementação de vitamina D de forma indiscriminada. Contudo, estudos recentes demonstram que a vitamina D possui uma dose-resposta bifásica na fisiopatologia cardiovascular, sendo que tanto deficiências como excessos podem ser prejudiciais. Em estudo conduzido em nosso laboratório, foi observado que a suplementação de doses excessivas, porém não hipercalcêmicas, de vitamina D resultaram em um processo contínuo de agressão cardíaca o qual foi dependente da dose e do tempo. Entretanto, o metabolismo da VitD parece ser diferente para homens e mulheres. Dessa forma, são necessários maiores estudos a fim de avaliar se essas alterações também ocorrem no sexo feminino. O objetivo deste trabalho é avaliar se a suplementação de vitamina D leva a diferentes alterações cardíacas em ratos machos e fêmeas e se essas alterações são dependentes do tempo. Serão utilizados 72 ratos Wistar machos e 72ratosWistar fêmeas que serão divididos em 12 grupos: Grupos controle macho (CM) e fêmea (CF) - formado por 12 animais em cada grupo que receberão a ração sem suplementação de colecalciferol por 20, 40 e 60 dias; Grupos VitD10 macho (VD10-M) e fêmea (VD10-F) - formado por 12 animais cada grupo que receberão a ração com suplementação de 10.000UI de colecalciferol/kg de ração por 20, 40 e 60 dias. Após esse período, os animais serão eutanasiados e submetidos a coleta de material biológico para análises de alterações bioquímicas, celulares, moleculares, estrutura e função. (AU)