Busca avançada
Ano de início
Entree

Indução da puberdade e fertilidade em novilhas Brahman influenciadas e expostas a progesterona antes da inseminação artificial

Processo: 19/21650-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 30 de novembro de 2019
Vigência (Término): 22 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Guilherme Pugliesi
Beneficiário:Leonardo Marin Ferreira Pinto
Supervisor no Exterior: Mario Binelli
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Florida, Gainesville (UF), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:18/25393-9 - Abundância de transcritos de receptores para interferon-alfa/beta em leucócitos circulantes no início da gestação em novilhas Nelore, BP.IC
Assunto(s):Puberdade   Novilhas   Progesterona   Corte

Resumo

A produção de proteína animal representa um fator importante na produção de alimentos. Assim, é necessário que os rebanhos animais tenham melhores índices de produção, o que pode ser alcançado com o uso de tecnologias e biotecnologias aplicadas ao melhoramento genético, bem-estar, nutrição, saúde e reprodução, vinculadas à sustentabilidade econômica e ambiental do setor. O sucesso reprodutivo está relacionado à precocidade sexual e ao período de serviço das fêmeas, que diferem entre a genética (Bos indicus vs. Bos Taurus). Em relação à precocidade sexual, os animais que atingim a puberdade mais cedo e, consequentemente, produzem mais bezerros ao longo de sua vida produtiva. Nesse sentido, a indução hormonal da puberdade e fertilidade de novilhas pode ser uma estratégia a ser adotada. Vários estudos discutem o uso da progesterona (P4) como indutor cíclico em novilhas, pois estimula a liberação de GnRH pelo hipotálamo, levando à ativação do eixo hipotálamo-hipófise-gonadal e desenvolvimento reprodutivo dessas fêmeas. No entanto, foi demonstrado que o Bos Taurus, por diferentes condições fisiológicas, atinge a puberdade mais cedo do que nas raças mistas ou Bos indicusAssim, este projeto tem como objetivo estudar o uso de um dispositivo P4 intravaginal (CIDR) na indução da puberdade de novilhas Brahman pré-púberes e seus efeitos na taxa de fertilidade em condições tropicais e subtropicais encontradas na Flórida (EUA), quando comparadas a puberdade de novilhas submetidas à FTAI. Para tanto, serão utilizadas 570 novilhas de corte, e o dia da IATF será definido como D0. As novilhas serão avaliadas por ultrassonografia no modo B nos dias D-33, D-23, D-3 e D30 No D-33, peso corporal (PC), escore de condição corporal. (BCS), escore do trato reprodutivo (RTS), ovários e status da puberdade serão medidos. Em seguida, com base nessas avaliações, as fêmeas serão divididas em duas categorias: púberes e pré-púberes. Cada categoria terá dois grupos: novilhas que receberam ou não os dispositivos intravaginais de progesterona no D-23. No D-13, os dispositivos serão removidos e todas as novilhas receberão uma dose de um análogo de prostaglandina F2alfa (PGF2alfa) e um adesivo para detecção de cio. No D-9, todas as novilhas receberão uma dose de GnRH e o CIDR. Os CIDRs serão removidos no D-3, juntamente com outra colocação de adesivos para detecção de cio e administração de uma dose de PGF2alfa. A inseminação (IATF) será realizada 84 horas após a remoção do CIDR (D0), e as fêmeas também receberão uma dose de GnRH. No D30, o diagnóstico de gravidez será realizado por ultrassonografia transretal. Espera-se que as novilhas pré-púberes tenham as mesmas taxas de fertilidade que as novilhas púberes.