Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da ingestão alimentar e composição corporal de mulheres em quimioterapia para o câncer de mama

Processo: 19/09337-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Alceu Afonso Jordão Junior
Beneficiário:Sarah Carreira Rufato
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia   Neoplasias mamárias   Quimioterapia   Mulheres   Estado nutricional   Composição corporal   Ingestão de alimentos   Antropometria   Impedância bioelétrica   Inquéritos e questionários

Resumo

O câncer de mama é o tipo de câncer mais frequente em mulheres de vários países. O tratamento mais comum é a quimioterapia, entretanto, possui inúmeros efeitos colaterais que prejudicam a qualidade de vida da mulher em tratamento. A agressividade dos quimioterápicos pode levar a diferentes alterações; algumas delas são as modificações fisiológicas que resultam em mudanças no comportamento alimentar, interferindo na qualidade nutricional do organismo, na composição corporal e em aspectos emocionais da paciente oncológica. Sabe-se que mulheres nestas condições, sentem apreço maior por alimentos doces, além disso, perdem a sensibilidade aos outros sabores. Somado a isso, alguns estudos evidenciam que mulheres em tratamento possuem alterações metabólicas capazes de provocar mudanças em sua composição corporal. Dessa maneira, a análise da ingestão alimentar, bem como as mudanças na mesma ao longo do tratamento tende a ser uma ferramenta fundamental para compreender os efeitos colaterais da quimioterapia. Objetivos: Avaliar a ingestão alimentar e possíveis alterações de dieta e composição corporal de mulheres com câncer de mama ao longo do tratamento quimioterápico. Metodologia: Será realizado um estudo longitudinal prospectivo com 60 mulheres de um núcleo de reabilitação para câncer de mama. As voluntárias serão submetidas a um questionário clínico, questionário sobre qualidade de vida, inquérito alimentar, antropometria (aferição de peso e estatura, a medida de circunferência do braço (CB), circunferência da cintura (CC), circunferência do quadril (CQ), circunferência de panturrilha (CP), prega cutânea tricipital (PCT), prega cutânea bicipital (PCB), prega cutânea subescapular (PCSE) e prega cutânea suprailiaca (PCSI)),dinamometria, impedância bioelétrica (BIA) e avaliação do estado nutricional por meio do índice de massa corporal (IMC) e índice de massa corporal ajustado por massa gorda(BMIfat). (AU)