Busca avançada
Ano de início
Entree

Economia cafeeira e endividamento público: o papel dos empréstimos externos dos governos central e paulista no desenvolvimento do capitalismo no Brasil (1850-1930)

Processo: 19/18494-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Cesar Goncalves
Beneficiário:Lara Pires dos Santos Feriotto
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):História econômica   Indústria do café   Dívida pública   Capitalismo   Revisão crítica

Resumo

No Brasil, o recorte temporal correspondente à segunda metade do Império e à Primeira República foi palco de diversas transformações no âmbito econômico. Em especial, a liderança do café nas pautas de exportação, a partir da década de 1850, ingressou o país no processo que culminou em uma conjuntura essencialmente ligada à economia cafeeira. A historiografia econômica mais atual, que parte de uma revisão crítica da Teoria da Dependência e das ideias da Cepal, associa essas dinâmicas à transição para o sistema capitalista. Nessa perspectiva, o presente projeto de pesquisa, apoiado nas obras de caráter compilador de Liberato de Castro, História Financeira e Orçamentária do Império no Brasil, e de Valentim F. Bouças, inseridas na série Finanças do Brasil, além de outras fontes seriadas, tem por objetivo investigar o papel dos empréstimos externos contraídos pelos governos central e paulista durante o período de predomínio da economia cafeeira e, portanto, no desenvolvimento do capitalismo no Brasil. (AU)