Busca avançada
Ano de início
Entree

Isolados clínicos e ambientais de Trichosporon spp.: caracterização, investigação da virulência e perfil de susceptibilidade aos antifúngicos

Processo: 19/08419-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Luciana da Silva Ruiz Menezes
Beneficiário:Bruna Rossini Lara
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Micologia médica   Fenótipo   Genótipo   Antifúngicos   Virulência   Trichosporon

Resumo

Trichosporon spp. são amplamente distribuídos na natureza, compreendendo inúmeras espécies que habitam diferentes nichos ecológicos, podendo ser encontrados em água, solo e superfície corpórea de animais. Em humanos, esta espécie fúngica ocasionalmente encontra-se como membro da microbiota gastrintestinal e cavidade oral e, transitoriamente, pode colonizar o trato respiratório e pele. Este microrganismo tem sido classicamente associado a infecções superficiais, no entanto, nas últimas décadas, também se apresenta relacionado às infecções disseminadas em pacientes imunocomprometidos, comportando-se como agente oportunista. Visando aumentar conhecimentos a cerca deste agente patogênico e auxiliar na compreensão sobre os aspectos que envolvem diagnóstico precoce e terapia adequada este trabalho terá como objetivos: re-identificar fenotipicamente, genotipicamente e por meio de espectrometria de massa (MALDI-TOF) leveduras do gênero Trichosporon de origem clínica (humano e animal) e ambiental mantidas em micoteca; determinar e comparar os fatores relacionados a virulência de leveduras do gênero Trichosporon de origem clínica (humano e animal) e ambiental: produção das enzimas fosfolipase, proteinase; determinar e comparar a habilidade de leveduras do gênero Trichosporon de origem clínica (humano e animal) e ambiental em formar biofilme; avaliar os padrões de susceptibilidade dos biofilmes a determinados antifúngicos; avaliar os padrões de susceptibilidade dos isolados frente ao fluconazol, itraconazol, anfotericina-B, voriconazol, e caspofungina comparando as técnicas de microdiluição em caldo e Etest; caracterizar e comparar a diversidade genotípica e realizar análise filogenética dos isolados identificados como Trichosporon asahii de origem clínica (humano e animal) e ambiental; estudar a associação genótipo-susceptibilidade antifúngica, avaliando se a diversidade genética dos isolados de T. asahii está associada com diferentes comportamentos frente aos antifúngicos testados no estudo. (AU)