Busca avançada
Ano de início
Entree

A estética da vida ética

Processo: 19/17611-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 10 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 09 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Ética
Pesquisador responsável:Vladimir Pinheiro Safatle
Beneficiário:André de Góes Cressoni
Supervisor no Exterior: Douglas Moggach
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Ottawa (uOttawa), Canadá  
Vinculado à bolsa:18/01543-1 - O projeto estético no ideal republicano do jovem Hegel, BP.PD
Assunto(s):Helenismo   Georg Wilhelm Friedrich Hegel   Iluminismo   Republicanismo

Resumo

Ao abordar as origens da filosofia social hegeliana a partir de uma perspectiva não-teológica, o principal objetivo deste projeto é compreender o papel do helenismo nos seus escritos políticos dentro do escopo da tradição republicana. Isso é realizado ao estabelecer e analizar a relação da querela dos antigos e modernos do jovem Hegel com o contexto ético e político do pensamento político francês e alemão. De um lado, ao avaliar as fontes religiosas da ação moral, a crítica de Hegel dos limites do cristianismo para relações sociais propriamente republicanas é melhor compreendida em vista da política comparativa de Montesquieu e Rousseau, baseadas nas práticas e crenças sociais antigas e modernas e a possiblidade de uma religião civil. De outro lado, as reflexões de Hegel sobre a ação moral autônoma são colocadas dentro da discussão da positividade da religião no espírito da razão prática de Kant, adotando, entretanto, o ideal helênico de Schiller em suprimir a dualidade kantiana de sensibilidade e razão. Ao unir os dois lados, o resultado intencionado é estabelecer que o ideal republicano do jovem Hegel é baseado em um projeto estético tridimensional - percepção, afeto e imaginação - com uma visão holística da experiência social da ação moral de um ponto de vista das crenças e práticas religiosas compartilhadas.