Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação política e social na sociedade midiatizada: análise da relação entre comunicação, cidadania e movimentos sociais em Portugal

Processo: 19/16693-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 20 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 19 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação
Pesquisador responsável:Caroline Kraus Luvizotto
Beneficiário:Caroline Kraus Luvizotto
Anfitrião: Isabel Ferin Cunha
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade Nova de Lisboa, Portugal  
Assunto(s):Cidadania   Participação   Movimentos sociais   Portugal

Resumo

Os estudos desenvolvidos por esta pesquisadora a partir de 2014 junto ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Unesp e junto ao Grupo de Pesquisa Comunicação Midiática e Movimentos Sociais, que versam, em sua maioria, sobre a relação entre comunicação, cidadania e movimentos sociais no contexto brasileiro, sugerem a importância da mídia para a configuração da sociedade contemporânea, para a formação de sociabilidades, para a participação cidadã e para a atuação dos movimentos sociais. Após estudar o contexto brasileiro, alguns questionamentos suscitaram a proposição de uma pesquisa que pudesse responder como se dá esta relação em outras democracias, especialmente aquelas que possuem um sistema midiático regulado distinto do Brasil, porém, com certa proximidade histórico-cultural, verificada no chamado espaço lusófono. Considerando a regulação da comunicação e os aspectos históricos e culturais da sociedade portuguesa, pretendemos compreender como se estabelece a relação entre comunicação, cidadania e movimentos sociais em Portugal. Especificamente, esta pesquisa pretende: a) Analisar a atuação dos movimentos sociais em Portugal e como eles se relacionam com os meios de comunicação daquele país, a partir do exemplo da atuação da Casa do Brasil de Lisboa e da UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta; b) Compreender a estrutura do sistema midiático português e a proposta de regulação da comunicação social, nomeadamente a ação da Entidade Reguladora da Comunicação, com vistas a estimar o potencial de participação política e social que esse sistema oferece. Propomos a realização de pesquisa bibliográfica e de entrevista em profundidade com ativistas membros de movimentos sociais, cujos resultados serão analisados a partir da interpretação e construção de significados, conforme indica o método qualitativo que caracteriza esta pesquisa. Ao propor a pesquisa em Portugal e considerando a regulação da comunicação social daquele país, esperamos contribuir para a compreensão da relação entre comunicação, cidadania e movimentos sociais enquanto um fenômeno global, em pleno desenvolvimento, estimando o potencial de diferentes experiências regulatórias e seu impacto na cidadania e na participação política e social.