Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação antimicrobiana e anti-biofilme de nanopartículas dos nutracêuticos quercetina e genisteína em isolados clínicos multi resistentes

Processo: 19/20386-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Lizziane Kretli Winkelströter Eller
Beneficiário:Gabrielle Messias de Souza
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Bacteriologia   Biofilmes   Quercetina   Quitosana   Anti-infecciosos   Microscopia eletrônica de varredura   Microscopia confocal

Resumo

Microrganismos multirresistentes caracterizam quadros de infecções relacionados a altas taxas de morbilidade e mortalidade, principalmente no ambiente hospitalar. Um mecanismo de virulência apresentada por essas cepas bacterianas envolvido com a resistência aos antimicrobianos é a formação de biofilme, estrutura que abriga comunidade de microrganismos responsáveis por infecções recorrentes e por atuar como potencial fonte de contaminação. A necessidade de identificação de compostos naturais que provoquem inibição nos mecanismos de resistência tornam-se cada vez mais necessárias, decorrente a falhas no tratamento e a toxicidade oferecida por antimicrobianos. Neste contexto, o presente estudo tem por objetivo avaliar a capacidade inibitória dos nutracêuticos quercetina e genisteína frente a formação de biofilme e avaliar a susceptibilidade de cepas multirresistentes tratadas com os mesmos. Será aplicado ao estudo a formação de uma nanopartícula dos compostos naturais para verificação na melhoria em seus processos farmacocinéticos e farmacodinâmicos. O método de gelificação iônica será utilizado para formulação das nanopartículas de quitosana que serão caracterizadas por Microscopia Eletrônica de Varredura e avaliadas em espectrometria em relação a sua capacidade de liberação da droga. Para avaliação antimicrobiana do nutracêutico puro e em nanopartícula de quitosana serão realizados testes de concentração inibitória mínima, junto do ensaio time-kill, chekerboard e de concentração inibitória fracionária. A determinação da ação do nutracêutico puro e em nanopartículas de quitosana nos biofilmes bacterianos será avaliada perante aos testes de atividade anti-biofilme em ensaios de placa de microtitulação, assim como o efeito da quercetina na produção de exopolissacarídeo também será interpretado. A estrutura do biofilme será analisada por microscopia confocal de varredura a laser (CLSM), enquanto a atividade anti-biofilme pelo revestimento de nanopartículas em cateteres uretrais de silicone, também será analisada, assim, como ensaios de modulação do quórum sensing (QS) por meio da produção de violaceína em C. violaceum ATCC 12472. Os resultados serão considerados significativos em um nível de significância de 5% (p<0,05), conferindo-se a estes, 95% de confiança de que os resultados fossem corretos.