Busca avançada
Ano de início
Entree

Saúde mental em servidores de uma unidade prisional do oeste paulista e sua relação com a tuberculose latente e a produção de IL-22

Processo: 19/15559-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Eliana Peresi Lordelo
Beneficiário:Fernando Nunes Gavioli Boni
Instituição-sede: Faculdade de Ciências da Saúde (FCSA). Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde mental   Doenças negligenciadas   Tuberculose latente   Servidor público   Prisões   Testes hematológicos   Inquéritos e questionários

Resumo

Os servidores penitenciários apresentam risco aumentado para tuberculose (TB)-latente, dado o grau de exposição ao Mycobacterieum tuberculosis (MTB), que a depender de fatores associados e estado imune geral do indivíduo, tal como os níveis de IL-22 (citocina com papel imunoprotetor e/ou imunomodulador), pode vir a seguir curso de TB ativa. Evoluções diagnósticas conduziram ao desenvolvimento de testes baseados na análise da resposta de células T CD4+ e T CD8+ expostas a antígenos do MTB por meio da quantificação de IFN-³ liberado (IGRA), assim obtendo resultados com maior grau de eficiência em relação ao PPD. A nível nacional, escassos estudos visaram analisar a influência do estado de saúde mental (depressão, ansiedade e stress) nos níveis de IL-22 e suas influências no curso da infecção latente de TB em servidores penitenciários, dessa forma pretendemos melhor compreender a complexa correlação existente entre condição psicoemocional e imunidade a TB na ilha populacional em questão. O objetivo do projeto será avaliar a saúde mental de servidores de uma unidade prisional do Oeste Paulista e sua relação com a tuberculose latente e a produção de IL-22. Para tanto, estudaremos servidores vinculados a uma unidade prisional do Oeste Paulista (n = 160) que serão submetidos a coleta de sangue periférico para avaliação QFT e dosagem de IL-22 e responderão a um questionário estruturado para avaliação do estado psicoemocional (depressão, ansiedade e stress). As relações estatísticas entre as variáveis analisadas serão calculadas mediante teste do qui-quadrado e teste de Mann-Whitney, com significância estatística para p < 0,05. (AU)