Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização morfológica e funcional de ossos longos e biomecânica periimplantar em ratos diabéticos tipo 2 tratados com resveratrol

Processo: 19/19019-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Pesquisador responsável:Roberta Okamoto
Beneficiário:Carolina Sayuri Wajima
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Traumatologia   Implantes dentários   Diabetes mellitus tipo 2   Dieta hiperlipídica   Densidade óssea   Resveratrol   Biomecânica   Microtomografia   Modelos animais de doenças

Resumo

O Diabetes tipo 2 (DM2) é responsável por 90% dos casos de diabetes em todo mundo, sendo a obesidade e um estilo de vida pouco saudável seus principais fatores de risco. O DM2 influencia negativamente na remodelação de ossos longos, aumentando o risco de fraturas e também na cavidade oral, atrasando o processo de reparo ósseo, além de aumentar o risco de infecções. O resveratrol é um polifenol que possui capacidades hipoglicêmicas e além de mostrar um efeito benéfico para o tecido ósseo. O objetivo deste estudo será caracterizar do ponto de vista morfológico e funcional, os ossos longos e a biomecânica periimplantar de animais normoglicêmicos e diabéticos tipo 2 tratados ou não com resveratrol através das análises de biomecânica (contra torque de remoção dos implantes em tíbia), de microtomografia computadorizada na porção distal do fêmur e de ensaio biomecânico. Para isso, serão utilizados 36 ratos adultos, divididos em 4 grupos: CO (normoglicêmicos); COR (normoglicêmicos + resveratrol); DM2 (diabéticos tipo 2); DM2R (diabéticos tipo 2 + resveratrol). Os animais dos grupos com DM2 terão o diabetes induzido por uma dieta de cafeteria durante três semanas associada à única aplicação de estreptozotocina (35 mg/kg) dissolvida em tampão citrato. Após a comprovação do diabetes tipo 2, será dado início ao tratamento com resveratrol dos animais COR e DM2R. Passados 15 dias, será realizada a instalação de um implante na metáfise tibial direita de todos os animais. As eutanásias serão realizadas passados 30 dias da instalação dos implantes, onde será realizada análise biomecânica de contra torque nos implantes instalados na tíbia e também serão removidos os fêmures para posteriores análises de microtomografia computadorizada da sua porção distal e o ensaio mecânico. Os dados quantitativos serão submetidos ao teste de normalidade e este indicará um teste estatístico mais adequado (paramétrico vs não paramétrico). Será adotado para todos os testes nível de significância de 5%. (AU)