Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de microRNA-140 em vesículas extracelulares secretadas por células tronco mesenquimais derivadas de membrana sinovial equina

Processo: 19/05558-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Ana Liz Garcia Alves
Beneficiário:João Pedro Hübbe Pfeifer
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Exossomos   Ortopedia   Osteoartrite

Resumo

Atualmente, pode-se observar a aplicação de biotecnologias inovadoras na busca da compreensão dos processos de desenvolvimento das enfermidades do sistema musculoesquelético. Esses processos geram problemas de saúde pública em humanos e redução da expectativa de vida nos humanos e animais. Nas pesquisas científicas que utilizam modelo experimental equino nas enfermidades ortopédicas, como a osteoartrite, pode-se extrapolar de maneira translacional os resultados obtidos desses achados para medicina humana, pois equinos desenvolvem osteoartrite naturalmente, assim como humanos. Visando utilizar-se de biotecnologias aplicáveis à ambas espécies, decidiu-se por desenvolver este projeto afim de avaliar fatores biológicos como os microRNAs envolvidos no desenvolvimento da osteoartrite equina, associado à mecanismos terapêuticos na área da terapia regenerativa. O objetivo deste estudo é caracterizar vesículas extracelulares (VEs) secretadas por células tronco mesenquimais derivadas de membrana sinovial (CTMms) e avaliar a expressão de microRNA-140 intravesicular em dois modelos de cultivo celular, células cultivadas em monocamada e em microcápsulas de hidrogel de alginato. Bem como, comparar a secreção de VEs e a expressão do microRNA quando desafiadas ao ambiente de osteoartrite in vitro. Tem-se como hipóteses de que as CTMms são capazes de secretar VEs expressando microRNA-140 devido à proximidade entre as CTMms e os condrócitos no processo de desenvolvimento e diferenciação celular. Além disso, a expressão de microRNA-140 é favorecida pelo ambiente tridimensional promovido pelas microcápsulas em que as CTMms serão cultivadas. Para tal investigação, serão realizados o total de 96 cultivos (N=96) e utilizar-se-ão técnicas de bioengenharia e biotécnicas analíticas, tais como microencapsulamento de células, quantificação da expressão de eca-mir-150-5p (microRNA-140 equino) por qPCR, análise global dos microRNAs expressos nas VEs por trascriptoma (NGS), análise da concentração e tamanho das VEs por Nanosight e Microscopia de Eletrônica de Transmissão. Para execução desse projeto enaltecemos a colaboração do Profº Willian Zambuzzi (IBB, UNESP), o qual possui experiência na área de microvesículas e colaboração em pesquisas internacionais nessa área.