Busca avançada
Ano de início
Entree

Tripanossomas de aves e répteis: diversidade, relações filogenéticas e padrões eco-biogeográficos

Processo: 19/01240-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Erney Felicio Plessmann de Camargo
Beneficiário:Bruno Rafael Fermino
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filogenia   Taxonomia dos grupos recentes   Trypanosoma   Aves   Répteis   Código de barras de DNA taxonômico   Genomas   América do Sul   África

Resumo

Protistas do gênero Trypanosoma são parasitas de todas as classes de vertebrados divididos em duas linhagens filogenéticas principais: clado terrestre, com tripanossomas de mamíferos, serpentes, lagartos, crocodilianos e aves, transmitidos por uma variedade de artrópodes hematófagos; clado aquático, com tripanossomas de vertebrados de ambientes aquáticos tais como peixes, anfíbios, quelônios e crocodilianos, transmitidos por sanguessugas. Análises filogenéticas recentes baseadas em um número limitado de taxa revelaram relações bastante complexas entre tripanossomas de aves, lagartos, serpentes e mamíferos que têm contribuído para o entendimento de processos evolutivos como host-swicthing e ecological fitting que vêm moldando a família Trypanosomatidae há milhões de anos. Entretanto, ao contrário dos tripanossomas de mamíferos, conhecemos muito pouco sobre a gama de hospedeiros vertebrados e vetores, abrangência geográfica e diversidade genética dos tripanossomas de aves e répteis. É fundamental conhecer a diversidade, filogenia, relacionamentos entre os tripanossomas e seus hospedeiros vertebrados e vetores e padrões eco-biogeográficos para que sejam propostos cenários e hipóteses evolutivas para o gênero Trypanosoma. Para isso, são necessários estudos abrangentes, do campo à comparação de genomas, de um número significativo de taxa classificados usando parâmetros taxonômicos modernos, somente assim será possível fazer uma revisão taxonômica do gênero Trypanosoma. Com esses objetivos, nesse projeto uma coleção de amostras já disponíveis e novos tripanossomas de aves e répteis da América do Sul e África será analisada quanto às características morfológicas, cultivo, DNA barcoding, relações filogenéticas e padrões eco-, bio- e filogeográficos. Filogenias multigênicas serão inferidas com genes obtidos de genomas disponíveis em nossa coleção de genomas que será complementada com genomas de tripanossomas de aves que serão sequenciados durante esse projeto. (AU)