Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos: acaricida do óleo essencial da macela (Egletes viscosa) na dinâmica da vitelogênese do carrapato do cão (ectoparasita) e toxicológico no fígado de camundongos (modelos hospedeiros) a ele expostos

Processo: 19/16397-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Maria Izabel Souza Camargo
Beneficiário:Giovanna Gennari Kasa
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Parasitologia   Compostos bioativos   Acaricidas   Óleos essenciais   Rhipicephalus sanguineus   Carrapatos   Modelos animais

Resumo

Os indivíduos da espécie Rhipicephalus sanguineus lato sensu (l. s) são popularmente conhecidos como "carrapato do cão" e tem se tornado de grande importância no campo acadêmico pelo fato de ser este ectoparasita vetor de patógenos. Sabe-se que o uso indiscriminado de acaricidas sintéticos acarretam danos ambientais, além de ocasionarem a seleção de populações de carrapatos resistentes. Nesse sentido, a procura por métodos alternativos e naturais que proporcionem um controle efetivo e por acaricidas formulados a partir de bioativos extraídos de plantas tem se intensificado, caso de plantas da espécie nativa Egletes viscosa (macela) que já tiveram comprovadas na literatura as potenciais ações antiespasmódica, anti-inflamatória, antimicrobiana, analgésica e sedativa. No entanto, além de se encontrar um bioativo que seja eficiente no controle do ectoparasita, no caso o carrapato do cão o qual na presente proposta terá avaliada a dinâmica do desenvolvimento ovariano, visto ser este o órgão que dará origem aos novos indivíduos, também não seja tóxico para os hospedeiros (considerados organismos não-alvos), o que será aqui avaliado por meio da morfofisiologia hepática de camundongos Mus musculus aspergidos pelo óleo da macela. Assim, em linhas gerais este estudo pretende obter resultados que venham, num futuro próximo, contribuir com os estudos de controle de ectoparasitas que trazem inúmeros prejuízos econômicos, sanitários e de saúde pública.