Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade biológica de sistemas lipídicos nanoestruturados vetorizados para liberação de rapamicina em modelo animal e linhagem celular de câncer de mama

Processo: 19/18211-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 30 de novembro de 2019
Vigência (Término): 29 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Marlus Chorilli
Beneficiário:Camila Fernanda Rodero
Supervisor no Exterior: Juan M Irache
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Navarra, Espanha  
Vinculado à bolsa:17/22758-3 - Avaliação do potencial de carreadores lipídicos nanoestruturados funcionalizados com ácido fólico para incorporação de rapamicina no tratamento do câncer de mama, BP.DR
Assunto(s):Tecnologia farmacêutica   Sirolimo   Neoplasias mamárias

Resumo

O câncer de mama pode ser definido como um tumor maligno de células epiteliais que se desenvolve na mama, sendo considerado o segundo tipo de câncer mais comum no mundo, com incidência mundial estimada de aproximadamente 1,6 milhão de novos casos por ano. Dentre os fármacos utilizados na terapia, destaca-se a rapamicina, tradicionalmente utilizada como imunossupressor, e tem demonstrado uma potente atividade contra o câncer de mama, pois é capaz de inibir a proteína mTOR, localizada no citoplasma das células. o ciclo celular. No entanto, é um fármaco lipofílico, sofre sequestro por eritrócitos e tem instabilidade química, fatores que comprometem a biodisponibilidade. Assim, sua incorporação em NLC funcionalizada com ácido fólico demonstra ser uma opção interessante para possibilitar seu uso, já que estes sistemas podem proteger o fármaco da degradação, incorporar fármacos hidrofóbicos, aumentar o tempo de Local de ação, proporcionar ação mais lenta e sustentada. A funcionalização do NLC com o ácido fólico permite a liberação do fármaco no sítio alvo pela ligação em receptores de folato que são expressos em baixa quantidade por células normais e em grandes quantidades por uma variedade de células tumorais (ovário, próstata e mama), diminuindo os efeitos colaterais do tratamento. Diante do exposto, o objetivo do presente trabalho é desenvolver e caracterizar o NLC funcionalizado com ácido fólico para a incorporação da rapamicina e avaliar seu potencial no tratamento do câncer de mama. A captação e localização celular dos sistemas serão avaliadas por microscopia confocal e citometria de fluxo. Finalmente, os portadores serão avaliados quanto à eficácia na terapia do câncer de mama por estudos de citotoxicidade e modelos animais.