Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de cubossomos não-iônicos em presença de proteínas modelo: uma abordagem estrutural

Processo: 19/19426-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Leandro Ramos Souza Barbosa
Beneficiário:Amanda Santos Palma
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biofísica   Nanomedicina   Sistemas de liberação de medicamentos   Nanopartículas   Lisozimas   Cubossomos   Espalhamento de luz   In vivo

Resumo

Uma área de pesquisa que vem ganhando muita atenção nos últimos anos é a nanomedicina, com especial atenção para os sistemas com entrega controlada de fármacos, ou \textit{drug delivery systems}. Dentre as diversas nanopartículas utilizadas para este fim, destacam-se os sistemas formados por lipídeos e polímeros, como por exemplo os lipossomos e os cubossomos. Neste projeto de pesquisa estudaremos a influência estrutural de uma preoteína modelo: a lisozima em cubossomos. A lisozima é uma enzima antimicrobiana produzida por animais e que faz parte do sistema imune. A lisozima é uma hidrolase glicosídica que catalisa a hidrólise das ligações 1,4-beta entre os resíduos do ácido N-acetilmurâmico e N-acetil-D-glucosamina no peptidoglicano, que é o principal componente da parede celular bacteriana gram-positiva. Esta hidrólise, por sua vez, compromete a integridade das paredes celulares bacterianas, causando a lise (e como consequência a morte) das bactérias. O principal objetivo deste projeto de pesquisa é construir sistemas nanoestruturados capazes de atuar como sistemas antimicrobianos. Estes sistemas serão compostos por cubossomos em ausência e presença da enzima e serão analisados através de diversas técnicas biofísicas como: espalhamento de raios-X a baixos ângulos (SAXS) e espalhamento dinâmico de luz (DLS), potencial zeta além de ensaios in vivo.