Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise comparativa de Candida Albicans isoladas de pacientes usuários de próteses totais com e sem diagnóstico de HIV

Processo: 19/10299-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Helena de Freitas Oliveira Paranhos
Beneficiário:Filipe Santos Ferreira Mendes
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fatores de virulência   Odontologia   Biofilmes   HIV   Candida albicans

Resumo

A cepa Candida albicans é um fungo de ocorrência natural encontrado na microbiota comensal da cavidade bucal e pode assumir características patogênicas quando há alterações em seu ambiente, como alterações na microbiota ou diminuição da imunidade do hospedeiro, sendo um dos principais grupos de risco as pessoas que vivem com HIV (PVH). O objetivo deste estudo será comparar a incidência, virulência e morfologia, in vitro, de cepas de C. albicans isoladas clinicamente de pacientes usuários de próteses removíveis totais com estomatite relacionado a prótese (ERP), em pacientes com e sem o diagnóstico do vírus HIV. Para a análise das cepas, serão coletados biofilme de próteses totais removíveis pelo método padronizado de ultrassonografia em um hospital universitário e em uma faculdade de odontologia. Os testes utilizados serão: Identificação das espécies de Candida isoladas do biofilme das próteses totais, utilizando métodos cromogênico e de reação em cadeia de polimerase (PCR); Fatores de virulência: Capacidade de formação de biofilme através da medição de unidades formadoras de colônia (UFC/mL); metabolismo celular por metabolização do sal de tetrazólio; identificação de genes possivelmente moduladores envolvidos na síntese de proteinase, lipase e fosfolipase, por meio de testes de reação de amplificação em tempo real (qPCR); produção de Proteinase e Fosfolipases e produção de hifas. O estudo será realizado em dois centros de cuidado odontológico, entre os anos 2019 e 2020. Os dados obtidos serão analisados inicialmente quanto a normalidade e homocedasticidade para, sem seguida, serem submetidos aos testes estatísticos indicados, empregando-se um nível de confiança de 95% (± = 0,05).