Busca avançada
Ano de início
Entree

Implicações ecológicas do uso de inoculantes microbianos em solos agrícolas

Processo: 19/16006-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Fernando Dini Andreote
Beneficiário:Alexandre Pedrinho
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia microbiana   Inoculantes agrícolas   Solo agrícola   Manejo do solo   Azospirillum brasilense   Bacillus subtilis   Sistemas de cultivo   Diversidade microbiana

Resumo

Inoculantes microbianos vêm sendo cada vez mais utilizados na agricultura. Em geral, estes produtos possuem uma ou poucas espécies microbianas, previamente isoladas e caracterizadas, e que quando aplicadas ao solo ajudam a promover o crescimento de plantas e/ou o biocontrole de pragas e patógenos. Neste cenário, ainda pouco se sabe como o manejo do solo e a diversidade microbiana podem afetar o estabelecimento e a sobrevivência dos inoculantes utilizados na agricultura. Além disso, até o presente momento, não há trabalhos disponíveis na literatura que buscaram entender como a microbiota nativa do solo responde ao uso de destes produtos. Assim, neste projeto de pesquisa propomos aplicar o conceito de invasão microbiana para entender melhor a ação de inoculantes em solos agrícolas. Para isso, iremos realizar experimentos sob condições controladas para estudar o efeito (i) do manejo do solo, (ii) da diversidade microbiana e (iii) da presença de plantas sobre o estabelecimento e a sobrevivência de inoculantes a base de Azospirillum brasilense e Bacillus subtilis, e ao mesmo tempo, iremos monitorar possíveis impactos que estes que inoculantes possam causar à microbiota nativa do solo. A metodologia a ser utilizada neste projeto é bem abrangente e faz uso de estratégias complementares. Para isso, serão utilizadas as técnicas de cultivo em combinação com indicadores metabólicos e enzimáticos, PCR quantitativo em tempo real (qPCR) e sequenciamento de alto rendimento do DNA genômico (16S rRNA e ITS) das amostras de solo dos diferentes tratamentos. Quanto à análise dos dados, será utilizada a estatística multivariada e a análise de network. Somadas, essas técnicas conferem ao projeto grande potencial para avaliar de forma precisa o efeito de diferentes inoculantes sobre a composição, estrutura e a atividade da microbiota nativa do solo, além de possibilitar um maior entendimento de como manejo do solo e a diversidade microbiana influenciam no estabelecimento e na sobrevivência destes microrganismos. Por fim, os resultados obtidos ao longo deste projeto de pesquisa serão apresentados e discutidos em eventos científicos e na forma de artigos científicos a serem submetidos para publicação em periódico científico com corpo editorial. (AU)