Busca avançada
Ano de início
Entree

Mudança de cor e camuflagem em crustáceos bentônicos costeiros: ocorrência, pressões seletivas e função ecológica

Processo: 19/01934-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Gustavo Muniz Dias
Beneficiário:Rafael Campos Duarte
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia comportamental

Resumo

A capacidade de mudar de cor é um processo bastante comum e importante para moldar a aparência dos animais e promover camuflagem na natureza. Entretanto, a relação entre esse processo e a obtenção de camuflagem na redução dos riscos de predação, além das pressões seletivas e os mecanismos evolutivos envolvidos, são normalmente explorados em grupos taxonômicos restritos. Crustáceos bentônicos são modelos biológicos interessantes para responder essas perguntas, uma vez que apresentam considerável variação de cor dentro e entre espécies, além de habitarem uma variedade de ambientes que possivelmente requerem distintas estratégias de camuflagem. Nessa proposta, eu irei explorar três questões principais sobre o processo de mudança de cor para camuflagem, usando caranguejos e camarões como modelos biológicos: (i) como o potencial de camuflagem e mudança de cor varia entre caranguejos que vivem em habitats de heterogeneidade cromática distinta e que provêm diferentes formas e estratégias de camuflagem? (ii) como potenciais variações na pressão de predação em bancos de macroalgas refletem na coloração e no potencial de camuflagem em duas espécies de crustáceos que vivem associados às macroalgas? (iii) como o processo de mudança de cor pode ser importante no ajuste da camuflagem e no consequente aumento da sobrevivência de camarões que vivem associados a bancos de macroalgas? Eu irei utilizar uma combinação de amostragens em campo e experimentos em campo e laboratório, usando métodos de análise de imagens e modelagem visual, para responder às questões propostas. O presente projeto tem o potencial de iniciar uma visão mais integrada sobre as implicações ecológicas e evolutivas da mudança de cor para camuflagem na natureza.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DUARTE, RAFAEL C.; DIAS, GUSTAVO M.; FLORES, V, AUGUSTO A.; STEVENS, MARTIN. Different ontogenetic trajectories of body colour, pattern and crypsis in two sympatric intertidal crab species. Biological Journal of the Linnean Society, v. 132, n. 1, p. 17-31, JAN 2021. Citações Web of Science: 0.
FIGUEIREDO, CARLA K.; DUARTE, RAFAEL C.; FLORES, V, AUGUSTO A. Ecosystem functioning of canopy- and turf-forming algae: contrasting supply of invertebrate prey to pelagic consumers. MARINE ECOLOGY-PROGRESS SERIES, v. 647, p. 79-92, AUG 13 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.