Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de novos mecanismos tecido específicos de controle do envelhecimento pela restrição calórica em C. elegans

Processo: 19/04726-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Marcelo Alves da Silva Mori
Beneficiário:Thiago Leite Knittel
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/01184-9 - CAMeLEOm: análise entre espécies dos efeitos metabólicos, na expectativa de vida e ômicas de miméticos de restrição dietética, AP.TEM
Assunto(s):Envelhecimento   Tecido adiposo   Músculos   Restrição calórica

Resumo

Há uma tendência mundial de envelhecimento da população, fato que traz problemas sociais, econômicos e de saúde pública. A Restrição Calórica (RC) é uma intervenção que retarda o envelhecimento em diversas espécies e reduz a incidência de doenças associadas à idade. O envelhecimento e a RC têm um impacto indiscriminado sobre as células do organismo, porém algumas células parecem envelhecer de forma mais rápida ou distinta, enquanto outras parecem atuar de forma determinante para coordenar o processo de envelhecimento do organismo como um todo. O estudo da relação causal entre alterações tecido-específicas e o processo de envelhecimento se mostrou desafiador em mamíferos e praticamente inviável em humanos, o que prejudica o avanço nessa área. Um modelo que permite esse tipo de estudo é o Caenorhabditis elegans, dada à facilidade de manipulação genética do organismo, seu tempo de vida curto e padrão de envelhecimento similar ao humano. Sendo assim, pretendemos isolar os principais tecidos somáticos de C. elegans submetidos à dieta ad libitum ou RC e analisar a expressão gênica por meio de sequenciamento de RNA. Identificaremos genes com expressão alterada pela RC e selecionaremos dentre eles os que apresentam alterações de expressão similares em amostras de camundongo e humanos. Testaremos suas funções no controle do envelhecimento e da resposta à RC do nematoide e se influenciam fenótipos de mioblastos e adipócitos murinos. Esses experimentos abrirão portas para a identificação de novos mecanismos de sinalização intertecidual no contexto do envelhecimento que têm o potencial de se tornar alvos de drogas. (AU)