Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise paleomagnética dos sedimentos do andar dom João na Bacia do Araripe

Processo: 19/16051-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Giancarlo Scardia
Beneficiário:Gabriela Cassamasso
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Paleomagnetismo   Estratigrafia   Geocronologia   Evolução tectônica   Rochas sedimentares

Resumo

O andar Dom João é uma unidade cronoestratigráfica regional do Mesozoico brasileiro definida no Nordeste do Brasil e é considerado anterior ao rifte que rompeu o Gondwana, afastando a placa sul-americana da placa africana. Estudos bioestratigráficos, principalmente de ostracodes e palinomorfos em várias bacias relacionaram o andar Dom João ao Jurássico Superior, embora não houvesse embasamento suficientemente preciso. Rochas sedimentares das bacias do Recôncavo e Sergipe-Alagoas, pertencentes ao andar Dom João, foram submetidas recentemente a datações Rb-Sr e foram atribuídas ao Triássico Superior, coincidindo com a idade obtida com métodos geocronológicos diferentes em rochas vulcânicas na Bacia de Lavras da Mangabeira, próxima às precedentes. Todas essas bacias são tradicionalmente ligadas à abertura do oceano Atlântico do Sul.O intuito dessa proposta de pesquisa, desenvolvida no âmbito do projeto FAPESP 2019/02600-1 coordenado pelo Prof. Dr. Giancarlo Scardia, é testar a idade Triássico superior do andar Dom João no contexto de outras bacias do Nordeste e, mais especificamente, na Bacia do Araripe, através da aplicação do paleomagnetismo. A definição cronológica do andar Dom João é fundamental para o entendimento da evolução tectônica do Nordeste brasileiro, vinculado a determinação temporal do rompimento que originou as placas Sul-americana e Africana.