Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da química de actinomicetos marinhos com potencial atividade citotóxica em linhagens tumorais e inseticida sobre a espécie Aedes aegypti

Processo: 19/03008-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Norberto Peporine Lopes
Beneficiário:Eduarda Antunes Moreira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/17177-6 - Abordagem integrada na prospecção sustentável de produtos naturais marinhos: da diversidade a substâncias anticâncer, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Química de produtos naturais   Actinobactéria   Citotoxicidade   Metabolômica   Aedes aegypti

Resumo

A proteção e a utilização racional da biodiversidade e dos recursos ambientais são dependentes do conhecimento da composição e distribuição da riqueza biológica. Buscando esta finalidade e visando auxiliar na compreensão da composição química de diferentes extratos, novas ferramentas para a análise de composto de origem natural vêm sendo desenvolvidas visando reduzir tempo e custo de análise. Estas ferramentas podem ser aplicadas em estudos de abordagem integrativa, nos quais são utilizados métodos consolidados, como a avaliação biológica de extratos e a espectrometria de massas, em paralelo a novas técnicas, como as análises metabolômicas integradas à base de dados da Rede Mundial de Material Molecular de Produtos Naturais (GNPS). Esta estratégia pode auxiliar na elucidação de compostos com potencial atividade biológica, tornando este processo mais rápido e evitando o re-isolamento de compostos com a atividade biológica já comprovada nos modelos selecionados. Portanto, a presente proposta pretende aplicar ferramentas modernas para inventariar os metabólitos secundários produzidos por diversas culturas de actinomicetos marinhos. Essa avaliação deverá suportar os estudos de isolamento dos candidatos selecionados, e as substâncias isoladas serão direcionadas a avaliação citotóxica contra as linhagens celulares tumorais atendendo os objetivos propostos no Projeto Temático #2015/17177-6, coordenado pela Prof. Dr. Letícia Veras Costa Lotufo. Além disso, todos os extratos serão também submetidos à avaliação inseticida sobre as formas imaturas (ovo, larva e pupa) e/ou adulta do mosquito Aedes aegypti em atendimento as demandas da rede ArboControl Brasil, financiada pelo Ministério da Saúde, que busca soluções para problemas relacionados às doenças Dengue, Zika e Chikungunya, que compartilham o Aedes aegypti como mesmo inseto vetor. Os resultados preliminares obtidos até o momento apontam para uma grande diversidade estrutural entre as substâncias presentes nos extratos analisados, além de importante potencial biotecnológico a partir dos actinomicetos marinhos. (AU)