Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do papel das fibras sensitivas a (TRKb+) e fibras C (galanina+/neurotensina+) na dor nociceptiva e patológica

Processo: 19/15063-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:Thiago Mattar Cunha
Beneficiário:Alexandre Gomes de Macedo Maganin
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08216-2 - CPDI - Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias, AP.CEPID
Assunto(s):Dor nociceptiva   Galanina   Neurotensina   Receptor trkB   Nociceptividade   Células receptoras sensoriais

Resumo

A dor é compreendida como uma resposta gerada após o reconhecimento de um estímulo nocivo, podendo estar associada à uma lesão real ou potencial. Porém, processos inflamatórios e lesões no sistema somatossensorial podem fazer com que a dor passe a ser compreendida como patologia. A percepção tanto da dor nociceptiva quanto da patológica dependem do reconhecimento dos estímulos nocivos pelos neurônios sensitivos nociceptivos (exemplo Fibra C), e em casos de patologia (como a neuropatia) também pelos neurônios sensitivos não-nociceptivos (Fibras A). Contudo a classificação desses neurônios sensitivos sempre foi baseada em característica morfofuncionais, o que sempre gerou controvérsia quanto a real função desses neurônios na nocicepção. Devido a isso uma nova classificação baseada nas características transcricionais globais vem sendo proposta. Sabendo-se disso, nosso grupo em parceria com o grupo de pesquisa do Prof. John N. Wood (University College London) iniciamos uma colaboração com o intuito de se avaliar a participação desses novos subgrupos de neurônios sensitivos em diferentes tipos de dor. Assim sendo, o objetivo desse projeto é caracterizar o envolvimento das fibras nervosas sensitivas TRKB+, Galanina (Gal)+ e Neurotensina (Nts)+ na via nociceptiva. Para tal serão utilizadas abordagens de perda e ganho de função com o auxílio de animais geneticamente modificados que expressam a enzima recombinase CRE nessas populações especificas de neurônios sensitivos. O cruzamento desses animais com animais geneticamente modificados, expressando TdTomato-Flox, Brainbow2.1-Flox, Dreadd-hM3Dq-Flox e Adv-DTA-Flox, permitirá a caracterização morfológica e funcional desses três novos subgrupos de neurônios sensitivos tanto na dor nociceptiva como na patológica. O entendimento mais preciso do envolvimento dos neurônios sensitivos na via de transmissão nociceptiva poderá contribuir diretamente com estudos de novos alvos terapêuticos mais eficazes para o tratamento de diferentes subtipos de dor. (AU)