Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise bioquímica e molecular dos componentes do sistema renina angiotensina (SRA) na fisiopatologia de aneurisma de aorta abdominal (AAA) em pacientes submetidos a cirurgia de correção do AAA no HCRP-USP

Processo: 19/21721-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:Christiane Becari
Beneficiário:Jéssyca Michelon Barbosa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/21539-6 - Contribuição do sistema renina angiotensina na fisiopatologia do Aneurisma de Aorta Abdominal, AP.JP
Assunto(s):Aneurisma da aorta abdominal   Sistema renina-angiotensina

Resumo

O entendimento da fisiopatologia do AAA é de grande valia, pois até o momento nenhum tratamento farmacológico eficaz foi identificado, o qual possa, portanto, inibir seu crescimento, progressão ou o risco de ruptura em seres humanos. Isto deve-se, em parte, ao desconhecimento mais aprofundado sobre os mecanismos genéticos, celulares e humorais envolvidos na fisiopatologia dos AAAs. Por isso é de fundamental importância entender a fisiopatologia da doença aneurismática. O SRA está envolvido em processos fisiológicos e patológicos no sistema cardiovascular. Dados experimentais demonstraram que a infusão continua de angiotensina (Ang) II induz AAA em camundongos. Além disso, estudos experimentais e clínicos indicam que o uso dos inibidores do SRA possa ter efeito na estabilização e redução do risco de ruptura de AAA.Assim, no presente projeto de mestrado (MS-1), pretendemos realizar a caracterização bioquímica e molecular dos componentes do SRA em amostras de pacientes com AAA. A caracterização bioquímica será feita pela quantificação da formação tecidual (aorta) e plasmática da Ang II, Ang 1-7, Ang IV por ELISA, e pelas análises do perfil proteolítico das enzimas que contribuem para formação e degradação de Ang II, Ang 1-7 e Ang IV a partir da Ang I em plasma e homogenato de aorta obtida de pacientes controles e com AAA, por meio de substratos e inibidores específicos do SRA. Bem como investigar a expressão do mRNA e proteína dos componentes do SRA em aorta de pacientes portadores de AAA submetidos a cirurgia no HCRP-USP. As amostras de aorta sem doença aneurismática serão obtidas de doadores-cadáver.