Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos histopatológicos, imunohistoquímicos e endócrinos da cocaína em peixes marinhos

Processo: 19/20187-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 08 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 07 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Camilo Dias Seabra Pereira
Beneficiário:Mayana Karoline Fontes
Supervisor no Exterior: Anna Capaldo
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Università degli Studi di Napoli Frederico II (UNINA), Itália  
Vinculado à bolsa:16/24033-3 - Estudo ecotoxicológico e avaliação do risco ambiental da cocaína em ecossistemas marinhos, BP.DR
Assunto(s):Ecotoxicologia

Resumo

Resíduos de cocaína (COC) vêm sendo identificados em diferentes ecossistemas aquáticos.Uma vez no ambiente, a COC pode interagir com organismos não-lavo. Vários estudos vêm demonstrando que concentrações ambientais de COC induzem efeitos negativos em organismos invertebrados, especialmente aqueles que habitam água doce, mas ainda há poucos estudos sobre os efeitos da COC em vertebrados marinhos. O objetivo desse estudo é investigar os efeitos histopatológicos, imunohistoquímicos endócrinos da COC em enguias européias. Os peixes adultos (30 espécimes adultos) serão aclimatizados por um mês e serão expostos a concentração nominal de COC de 200 ng.L-1 (correspondendo a concentração encontrada por Fontes et al. 2019 na Baía de Santos). Ao final do experimento, todas as enguias serão anestesiadas e as gônadas de cada animal serão removidas para avaliação da morfologia (histologia), localização de enzimas envolvidas no padrão de esteroidogênese (imunohistoquímica) e níveis de esteroides sexuais como testosterona (DiaMetra, di-hidrotestosterona (Abnova) e 17²-estradiol (DiaMetra) (efeitos endócrinos).Os dados obtidos fornecerão um diagnóstico efetivo da qualidade ambiental associada com a COC, possibilitando a identificação qualitativa e quantitativa de seus impactos nos ecossistemas marinhos.