Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação de técnica quantitativa para determinação do sexo em amostra portuguesa

Processo: 19/18009-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 02 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 01 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Maria Gabriela Haye Biazevic
Beneficiário:Joyce Campos de Miranda
Supervisor no Exterior: Eugenia Maria Guedes Pinto Antunes da Cunha
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Coimbra (UC), Portugal  
Vinculado à bolsa:19/00625-7 - Aplicação de método de estimativa de sexo por meio de análise qualitativa e quantitativa de crânios brasileiros, BP.IC
Assunto(s):Determinação do sexo pelo esqueleto   Ciências forenses   Odontologia legal

Resumo

Estado da arteA análise do dimorfismo sexual tem sido bastante explorada na Antropologia Forense e Odontologia Legal visando a importância que estimativa dos caracteres gerais do indivíduo exercem no processo de identificação humana.Objetivo(s)O presente estudo tem como objetivos principais verificar a acurácia de uma técnica qualitativa em uma amostra de crânios brasileiros (Fapesp proc. 2019/00625-7) e uma metodologia quantitativa em uma amostra de crânios portugueses para estimativa do sexo.MaterialA amostra brasileira será composta por 120 crânios adultos do acervo do Instituto de Estudo e Pesquisa em Ciências Forenses- IEPCF. A amostra portuguesa será composta por 120 crânios adultos provenientes da Coleção de Esqueletos Identificados do Século XXI (CEI/XXI) do Laboratório de Antropologia Forense do Departamento de Ciências da Vidada Universidade de Coimbra. As duas amostras são documentadas, com as características biológicas advindas do obituário dos indivíduos.Método(s)Será aplicada a técnica de Walker (2008) na amostra brasileira e as mensurações e tabela interativa descritas por Lopez-Capp et al. (2017) na amostra espanhola. A metodologia de Walker consiste na análise visual de cinco estruturas anatômicas cranianas: crista occipital externa, processo mastoide, borda supra orbital, glabela e protuberância mentoniana. Cada estrutura deve ser categorizada de 01 a 05, sendo 01 pouco proeminente e 05 muito proeminente. Nos crânios portugueses serão realizadas nove mensurações do crânio e oito mensurações da mandíbula conforme descrição:Mensurações cranianas:- Comprimento máximo do crânio (GOL)- Distância linear entre o ponto glabela (g) e o ponto opisthocranion (op) no plano médio-sagital- Altura Basion-Bregma (BBH)- Distância linear entre o ponto basion (ba) e o ponto bregma (b)- Comprimento da base do crânio (BNL)- Distância linear entre o ponto basion (ba) e o ponto nasion (n)- Altura nasal (NLH)- Distância linear entre o ponto nasion (n) e o ponto nasospinale (ns).- Largura bizigomática (ZYB)- Distância linear entre o ponto zygion (zy) direito e esquerdo.- Comprimento Asterion-Porion direito (APLd)- Distância entre o ponto asterion (ast) e o ponto porion (po)- Comprimento Porion-Mastoidale esquerdo (PMLe)- Distância entre o ponto porion (po) e o ponto mastoideale (ms)- Comprimento do mastoide direito e esquerdo (MDHd e MDHe)- Comprimento inferior e perpendicular ao plano de Frankfurt do processo mastoideMensurações mandibulares:- Altura do corpo mandibular esquerdo (HMBe)- Distância entre o processo alveolar e a margem inferior da mandíbula na região do forame mentoniano- Largura Bicoronoide (BCB)- Distância entre os pontos mais superiores dos processos coronóides- Largura bicondiliana (CDB)- Distância entre os pontos condylion Laterale (cdl.) direito e esquerdo- Altura do ramo mandibular direito e esquerdo (MRHd e MRHe)- Distância entre o ponto gonion (go.) e o ponto mais superior do processo condilar- Largura bigoníaca (BGB)- Distância entre os pontos gonion (go.) direito e esquerdo- Comprimento da mandíbula (projeção) (MLP)- Distância entre o ponto pogonion (pg.) e a linha perpendicular que tangencia à parte posterior dos processos condilares- Profundidade da incisura mandibular direita (MNDd)- Distância entre o ponto mais inferior da incisura mandibular e o ponto médio da linha que une o ponto mais superior do processo condilar e o ponto mais superior do processo coronoideResultados esperadosPosteriormente, os resultados serão confrontados com os registros dos acervos e a taxa de acerto será mensurada, por meio de análise descritiva, análise discriminante e curva ROC utilizando o software STATA 13.0. Caso seja observado que as metodologias não se apliquem as referidas amostras, será proposto uma adaptação da técnica, tornando-a adequada à realidade de cada País.