Busca avançada
Ano de início
Entree

Escalas da biodiversidade: estudos integrados de evolução e função de venenos ofídicos nos múltiplos níveis da diversidade

Processo: 19/21643-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Convênio/Acordo: NSF - Dimensions of Biodiversity e BIOTA
Pesquisador responsável:Inácio de Loiola Meirelles Junqueira de Azevedo
Beneficiário:Flora Roncolatto Ortiz
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/50127-5 - Dimensions US-BIOTA São Paulo: scales of biodiversity: integrated studies of snake venom evolution and function across multiple levels of diversity, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Herpetologia   Serpentes   Venenos de serpentes   Inventários de fauna   Coleção e conservação de espécies biológicas   Coleção e conservação de animais   Conservação da biodiversidade

Resumo

O Brasil abriga cerca de 10% da fauna ofídica mundial, com a presença de 243 espécies descritas registradas. Essa riqueza ainda é subestimada devido à escassez de inventários de herpetofauna em algumas regiões e a medida que novos estudos são realizados, novas espécies são registradas. Os resultados oriundos de inventários faunísticos agregam dados de extrema importância quando são depositados em coleções zoológicas especializadas. Assim, as coleções zoológicas são importantes fontes de informação sobre a diversidade das serpentes. A coleção Herpetológica do Instituto Butantan (IBSP) "Alphonse Richard Hoge", onde o material proveniente do projeto Escalas da biodiversidade é depositado iniciou-se no século XIX com o Vital Brazil e desde a sua criação, recebe diariamente exemplares de fornecedores regulares ou esporádicos de todo o Brasil, sendo uma relevante fonte de dados para estudos com serpentes. No dia 15 de Maio de 2010, um trágico incêndio destruiu grande parte do acervo, porém os registros permanecem como importante fonte de informação. O projeto Escalas da Biodiversidade visa esclarecer como os venenos contribuíram com os padrões de diversificação nas serpentes, realizando expedições de coleta. A grande quantidade de material coletado em campo exige um corpo técnico capacitado para preparar o material de forma adequada, possibilitando estudos posteriores. (AU)