Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de homologias entre sondas BAC bovinas (Bos Taurus) e cromossomos de veado-catingueiro (Mazama gouazoubira): novas perspectivas para estudos intra e interespecífico do gênero Mazama

Processo: 19/20810-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 10 de março de 2020
Vigência (Término): 09 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:José Maurício Barbanti Duarte
Beneficiário:Agda Maria Bernegossi
Supervisor no Exterior: Miluse Vozdova
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Local de pesquisa : eterinary Research Institute (VRI), República Tcheca  
Vinculado à bolsa:18/25769-9 - Caracterização de homologias entre sondas BACs bovinas (Bos Taurus) e cromossomos do veado-catingueiro (Mazama gouazoubira): novas perspectivas para estudos intra e interespecíficos do gênero Mazama, BP.MS
Assunto(s):Biodiversidade   Cervidae   Citogenética molecular

Resumo

As espécies do gênero Mazama se apresentam intimamente relacionadas e semelhantes morfologicamente apesar de diferirem no valor de seus números diploides. Devido a isso, houve erros nas classificações taxonômicas do grupo e novas espécies dentro do gênero foram descobertas. A evolução cromossômica das espécies do gênero Mazama a partir do cariótipo hipotético ancestral, retido pela espécie Mazama gouazoubira, é pouco compreendida e carece de estudos citogenéticos moleculares. Além disso, estudos mostraram que sinais de hibridação centroméricos não específicos na região da heterocromatina dificultam a caracterização de marcadores cromossômicos a partir de sondas de cromossomos de M. gouazoubira produzidas por microdissecção. O presente estudo tem como objetivo caracterizar as homologias entre sondas BAC bovinas e os cromossomos da espécie M. gouazoubira. Devido à rápida evolução e degeneração de seqüências repetitivas de DNA, trabalharemos com a pintura cromossômica usando sondas produzidas a partir de outra espécie, o que representa uma alternativa ao problema de marcações não específicas. Além disso, as homologias interespecíficas serão caracterizadas e um idiograma será construído. Espera-se que este estudo contribua como base para análises subsequente, permitindo a revisão da taxonomia das espécies de Mazama e a elucidação dos processos evolutivos do grupo. (AU)