Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo estrutural do mecanismo de encaminhamento de substratos do sistema de secreção do Tipo II de Acinetobacter baumannii

Processo: 19/20836-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 31 de agosto de 2020
Vigência (Término): 30 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Andrea Dessen de Souza e Silva
Beneficiário:Yuri Rafael de Oliveira Silva
Supervisor no Exterior: Andrea Dessen de Souza e Silva
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Institut de Biologie Structurale (IBS), França  
Vinculado à bolsa:18/04344-0 - Caracterização estrutural de efetores do sistema de secreção do tipo II (T2SS) de Acinetobacter baumannii, BP.DD
Assunto(s):Acinetobacter baumannii

Resumo

A maior parte das bactérias depende da secreção de proteínas para se adaptar e sobreviver no ambiente. Isso não é diferente para patógenos, que secretam fatores de virulência para colonizar e estabelecer infecções em seus hospedeiros. O patógeno Gram-negativo Acinetobacter baumannii é um exemplo disso, usando seu Sistema de Secreção do Tipo II (T2SS) para secretar enzimas que ajudam na aquisição de nutrientes e modulação das respostas do hospedeiro. Durante a execução do meu projeto de doutorado, já clonei, desenvolvi protocolos de expressão e purificação, e caracterizei parcialmente uma dessas enzimas em complexo com sua chaperona cognata. Apesar da arquitetura e do mecanismo do T2SS serem extensivamente estudados, ainda não se sabe como substratos são reconhecidos e recrutados por esse sistema. Até agora estudos de interação forneceram informações sobre como os componentes do sistema fazem contato com os substratos durante a secreção, mas nenhum dado estrutural foi publicado. Acreditamos que o uso de cristalografia de raios-x e microscopia crioeletrônica de complexos entre os componentes do sistema e os substratos podem ser úteis na elucidação do passo de reconhecimento da secreção do tipo II em Acinetobacter baumannii e seriam de grande valor para compreender este passo em outras espécies.Meu projeto é parte de um projeto São Paulo Excellence Chair recebido por minha orientadora, Dra. Andréa Dessen, que dirige dois laboratórios: um no LNBio/CNPEM, em Campinas (Brasil), e outro no IBS, em Grenoble (França). Os laboratórios e facilities em Grenoble têm experiência e plataformas bem estabelecidas para produzir proteínas solúveis e de membrana, com destaque para o uso de sistemas de expressão livres de células (cell-free) no caso das proteínas de membrana. Além disso, estando lá, terei a oportunidade de aprender com experts em cristalografia de raios-X e microscopia crioeletrônica que colaboram com nosso grupo há anos. Portanto, receber esse auxílio BEPE seria de grande adição para meu projeto de doutorado.