Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise lipidômica, metabolômica e dos atributos espermáticos de touros com diferentes taxas de fertilidade e perfis de congelação de sêmen

Processo: 19/20114-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Marcilio Nichi
Beneficiário:Roberta Ferreira Leite
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia da reprodução   Lipidômica   Metabolômica   Fertilidade animal   Criopreservação animal   Espécies de oxigênio reativas   Touros

Resumo

Biotécnicas aplicadas à pecuária estão cada dia mais presentes no rebanho brasileiro, visando o incremento das taxas reprodutivas e, consequentemente, produtivas dos animais. A aplicação dessas técnicas, como a Inseminação Artificial (IA), com observação de cio ou em Tempo Fixo (IATF), e produção in vitro de embriões, depende, fundamentalmente, da criopreservação espermática, a qual ainda apresenta desafios devido à redução da qualidade espermática pós-descongelação. Além disso, são fortemente influenciadas pelo efeito do macho, e observa-se, à campo, touros que apresentam taxas de fertilidade reduzidas, mesmo com características espermáticas dentro dos padrões recomendados. A relação entre qualidade seminal e fertilidade é um dos pontos fundamentais no sistema de produção, e essa qualidade depende da integridade e função de todas as estruturas que fazem parte da célula espermática. Portanto, o presente estudo busca a associação de técnicas, com o objetivo de se obter uma avaliação mais compreensiva de atributos funcionais e perfis moleculares das células espermáticas. O projeto é dividido em dois capítulos, o primeiro relacionado à taxa de fertilidade de touros usados em programas de IATF, enquanto o segundo trata de amostras com maior e menor suscetibilidade ao processo de criopreservação. Em ambos, será realizada a análise de características funcionais da célula espermática (morfologia, cinética, integridade de membranas plasmática e acrossomal, atividade mitocondrial, integridade de DNA e status oxidativo) e do perfil lipídico e metabólico das amostras seminais. Os resultados das análises realizadas no primeiro experimento do capítulo 1 mostram que existem diferenças importantes nos parâmetros funcionais entre os grupos avaliados (alta e baixa fertilidade, raças Angus e Nelore). Entre elas, vale destacar os animais da raça Angus de baixa fertilidade (Ab), que apresentaram parâmetros de cinética espermática que podem indicar tendência a uma possível hiperativação e reação acrossomal precoces. Neste grupo foi observada ainda maior atividade mitocondrial associada a potencial de membrana mitocondrial médio e baixo, os quais podem resultar em maior produção de Espécies Reativas de Oxigênio (EROs). O grupo Ab não apenas apresentou maior concentração de EROs, mas também maior suscetibilidade à peroxidação lipídica, além de maior porcentagem de espermatozoides com defeitos maiores e totais. As diferenças nos perfis funcionais, como as já observadas nos resultados preliminares, associadas às análises moleculares das amostras de touros com taxas de fertilidade e perfis de congelação de sêmen distintos, podem levar à uma maior compreensão dos mecanismos e vias envolvidos, permitindo o desenvolvimento de métodos mais precisos para a identificação de reprodutores com maior fertilidade e menor suscetibilidade ao processo de criopreservação de sêmen. (AU)