Busca avançada
Ano de início
Entree

O uso de marcadores moleculares na investigação de polidomia em uma formiga do cerrado, Camponotus leydigi (Formicidae: Formicinae)

Processo: 19/12683-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Paulo Sergio Moreira Carvalho de Oliveira
Beneficiário:Salatiel Gonçalves Neto
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia molecular   Comportamento social   Insetos sociais   Formicidae   Repetições de microssatélites   Cerrado

Resumo

Camponotus leydigi (Forel) é uma formiga amplamente distribuída na região Neotropical e frequentemente encontrada no Cerrado, onde realiza importantes interações com plantas e outros insetos. Estudos prévios de campo sugerem que as colônias dessas formigas sejam polidômicas, com múltiplos subninhos separados fisicamente, mas socialmente conectados. Esta característica está diretamente relacionada com o sucesso ecológico das colônias no cerrado. Para a definição de uma colônia polidômica se faz necessário o uso de diferentes abordagens, incluindo análises comportamentais e espaciais (tráfico de indivíduos entre subninhos), bem como evidências genéticas que comprovem o parentesco entre operárias de diferentes subninhos. Dados comportamentais e espaciais de campo sugerem fortemente a ocorrência de polidomia em C. leydigi. Assim, este projeto tem por objetivo desenvolver marcadores microssatélites para C. leydigi visando obter evidências moleculares que complementem os dados ecológicos e confirmem a ocorrência de polidomia em colônias de C. leydigi. Para o desenvolvimento dos marcadores foi utilizado a estratégia da biblioteca enriquecida, na qual são empregados oligonucleotídeos biotinolados, posteriormente recuperados por esferas magnéticas ligadas à estreptavidina. Testaremos ainda se marcadores microssatélites previamente desenvolvidos para C. renggeri e C. rufipes amplificam e são satisfatoriamente polimórficos para C. leydigi. Os dados serão analisados com ferramentas de genética de populações, incluindo abordagens frequentistas e bayesianas. Por fim, este trabalho também disponibilizará ferramentas moleculares que permitirão estudos futuros com genética de populações de formigas do gênero Camponotus no Cerrado.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LEMOS, ALESSANDRA S. M.; AZEVEDO-SILVA, MARIANNE; GONCALVES-NETO, SALATIEL; SOUZA, ANETE P.; OLIVEIRA, PAULO S. Microsatellites for the Neotropical Ant, Odontomachus chelifer (Hymenoptera: Formicidae). JOURNAL OF INSECT SCIENCE, v. 20, n. 5 OCT 24 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.