Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da eficiência da higienização pelo calor e pela caleação em amostras de areia contaminadas artificialmente com ovos de Ancylostoma spp

Processo: 19/13571-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Vamilton Alvares Santarém
Beneficiário:Isabella Braghin Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Parasitologia   Poluição ambiental   Larva migrans cutânea   Controle   Ancylostoma   Análise de variância

Resumo

Ancylostoma spp. é um dos geohelmintos mais frequentes no mundo. O solo de locais públicos pode ser contaminado através das fezes de cães e gatos infectados. As larvas de Ancylostoma spp. podem penetrar ativamente pela pele de seres humanos provocando a síndrome de larva migrans cutânea. Essa doença é ocasionada pela migração da larva pela pele resultando na formação de lesão serpiginosa com eritema e prurido intenso. Entre as medidas de redução da contaminação ambiental por Ancylostoma spp. estão a eliminação de fezes de cães e gatos de locais públicos e tratamento anti-helmíntico dos pets. Embora existam medidas profiláticas para a redução da contaminação do solo por Ancylostoma spp., métodos para a higienização direta do solo contaminado são escassos na literatura. O objetivo do presente estudo é avaliar a eficiência do tratamento térmico pelo calor e da caleação sobre a viabilidade de ovos e larvas de Ancylostoma spp. em areia artificialmente contaminada. Amostras de areia (45 g) previamente esterilizadas serão contaminadas com 100 ovos de Ancylostoma spp. obtidos em amostras de fezes de cão/gato. As amostras de solo serão submetidas ao calor (700C e 800C) e pela caleação (30% e 50%). Após 24 horas, 30 dias e 60 dias, seis amostras contaminadas, em cada momento, serão analisadas para avaliar a redução de ovos/larvas presentes no solo, e a eficiência da higienização. Os dados serão submetidos ao teste t ou ao teste não paramétrico de Mann-Whitney, e pela Análise de Variância, considerando-se significância a 5%.