Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta imune humoral a haptenos de l. (l.) infantum chagasi por detecção de anticorpos específicos e naturais na leishmaniose visceral experimental e natural

Processo: 17/14675-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Heitor Franco de Andrade Junior
Beneficiário:Camila Aparecida de Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Haptenos   Diagnóstico   ELISA   Anticorpos   Carboidratos   Leishmaniose visceral

Resumo

Existe uma grande quantidade de imunoglobulinas no soro de pacientes e animais com leishmaniose visceral (LV), que podem estar envolvidas na patogenia ou dela serem decorrentes. A caracterização antigênica de anticorpos produzidos na LV é mal definida, podendo estes serem dirigidos a antígenos de diferentes classes, como proteínas, glicoproteínas e carboidratos. O envolvimento de haptenos na resposta imune humoral durante a LV é pouco explorado, principalmente quando considerada a extensiva composição estrutural de membrana ou glicocálice de parasitos Leishmania spp., sendo influentes em mecanismos de evasão e modulação da resposta imune do hospedeiro. Os testes de ELISA usuais apresentam limitações na detecção de anticorpos dirigidos a outros grupos antigênicos, como haptenos, devido a características de ligação do suporte sólido. Isto só será possível através da identificação, caracterização e transformação de haptenos para afinidade ao suporte sólido. Para isso, haptenos serão conjugados a proteínas de suporte que permitam sua aplicação em ELISA, permitindo a caracterização de anticorpos específicos a esse grupo antigênico. Pretendemos caracterizar o perfil de reatividade de anticorpos IgG, IgM e IgA contra esses haptenos em amostras de soro com LV experimental e natural por Leishmania (L.) infantum chagasi. A ocorrência de anticorpos naturais (anti-±-gal) também será determinada nos grupos de estudo e a possível ocorrência de reatividade cruzada será avaliada. O estudo e desenvolvimento de métodos alternativos para a detecção de anticorpos contra haptenos durante a LV, impactam diretamente para a elucidação do papel de anticorpos durante a doença e na interpretação dos testes sorológicos empregados para seu diagnóstico.