Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do conhecimento de país e fonoaudiólogos sobre o uso de telas portáteis por crianças

Processo: 19/18800-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Simone Rocha de Vasconcellos Hage
Beneficiário:Carolina Felix Providello
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Linguagem infantil   Desenvolvimento da linguagem   Fonoaudiólogos   Entrevistas (psicologia)   Inquéritos e questionários

Resumo

Introdução: tem sido frequente o uso de telas eletrônicas portáteis por crianças, o que torna necessário analisar o conhecimento dos cuidadores e profissionais da saúde acerca do tema, a fim de contribuir para futuras orientações e divulgação. Objetivo: verificar o conhecimento de pais e fonoaudiólogos sobre o uso de telas eletrônicas portáteis de crianças em fase de aquisição de linguagem. Método: serão selecionados 200 sujeitos, que tenham contato familiar ou experiência com crianças em fase de aquisição de linguagem, no período entre 18 e 60 meses. Destes 200 sujeitos, estima-se buscar 120 pais que cuidem de crianças entre 1;6 e 5;0 anos. Eles serão motivados por carta convite enviada por meio das escolas de educação infantil em que seus filhos estão matriculados. Também serão convidados cerca de 80 fonoaudiólogos que atendam crianças com alteração no desenvolvimento da linguagem na faixa etária referida. O convite ocorrerá por meio das redes sociais. Tanto os pais, como os fonoaudiólogos responderão questionário sobre o conhecimento que têm sobre o uso de telas de mãe e desenvolvimento da linguagem. No caso dos pais, a aplicação do questionário será de forma direta por meio de entrevista nas escolas. Já os fonoaudiólogos responderão ao mesmo questionário por meio "online" em link criado pela plataforma 'google'. Os dados terão tratamento estatístico.