Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de scaffolds de biovidro S53P4/alginato de sódio por robocasting: otimização dos parâmetros reológicos da pasta e avaliação da atividade antimicrobiana

Processo: 19/19187-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Eliandra de Sousa Trichês
Beneficiário:Rodrigo Luiz Moraes Saldanha Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Tecidos suporte   Anti-infecciosos   Biomateriais   Engenharia tecidual

Resumo

Nos últimos anos, diversos enxertos artificiais vem sendo desenvolvidos visando superar as limitações de enxertos autólogos. Diversos trabalhos propõem o uso de estruturas tridimensionais altamente porosas, conhecidas como scaffolds, para atuar como suporte para proliferação celular, promovendo regeneração tecidual em três dimensões. Dentre as técnicas utilizadas para produção de scaffolds, o robocasting, ou impressão 3D, se destaca por possibilitar um elevado controle estrutural e reprodutibilidade dos resultados. Na engenharia tecidual óssea, o biovidro S53P4 se destaca dentre os demais materiais por ser altamente bioativo, antimicrobiano, osteoestimultivo e por promover a angiogênese, sendo amplamente utilizado como material de enchimento durante a correção de infecções ósseas. Combinando o biovidro S53P4 com a técnica de robocasting, seria possível obter scaffolds com excelentes propriedades biológicas e antimicrobianas. A etapa de sinterização se faz necessária para conferir coesão estrutural ao scaffold. No entanto, no caso dos vidros bioativos, esse processo leva a cristalização do vidro interferindo em suas propriedades. Trabalhos atuais apontam a possibilidade de se utilizar de uma rede polimérica reticulada para promover a coesão estrutural como alternativa à sinterização. Dentre os polímeros utilizados, o alginato de sódio se destaca por sem um polímero natural amplamente utilizado na indústria biomédica. Nesse contexto, este trabalho tem como objetivo otimizar os parâmetros reológicos de pastas de biovidro S53P4 e alginato de sódio visando adaptá-la à técnica de robocasting para produção de scaffolds livres de sinterização. Com isso, espera-se obter scaffolds bioativos e antimicrobianos como candidatos para engenharia tecidual e para tratamento de infecções ósseas.