Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da via do mTOR hipotalâmica na caquexia associada ao câncer em ratos wistar portadores de tumor AH-130

Processo: 19/07595-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Marilia Cerqueira Leite Seelaender
Beneficiário:Amanda Soares Santos
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia celular   Sistema nervoso central   Caquexia   Neuroinflamação   Expressão gênica   Serina-treonina quinases TOR   Ratos Wistar   Pesquisa translacional

Resumo

A caquexia é uma síndrome multifatorial associada à doença subjacente, como por exemplo, câncer. É caracterizada pela perda involuntária de massa muscular esquelética, anorexia e marcada inflamação sistêmica. As alterações observadas são causadas por diversos fatores como citocinas, secretadas pelo próprio hospedeiro devido a alterações metabólicas. Estudos demonstram que a inflamação sistêmica, leva desregulação da função do sistema nervoso central e à neuroinflamação, acarretando mudanças no comportamento alimentar e na composição corporal. Dessa forma, o sistema nervoso central (SNC) pode ter um papel importante na progressão da caquexia. No entanto, tal função é ainda pouco conhecida. Devido aopapel central do alvomecanístico da viarapamicina (mTOR) na regulação dos processos anabólicos integrantes da homeostase da composição corporal, como a síntese de proteínas e lipídeos, a via mTOR ativada no núcleo arqueado do hipotálamo poderia induzir anorexia e caquexia, em resposta à inflamação central. Esse projeto tem como objetivo avaliar o papel da via do mTOR na neuroinflamação em ratos caquéticos. Serão analisados 14 ratos machos da linhagem Wistar e divididos em 2 grupos: controle e AH-130 (portadores de tumor Yoshida AH-130). O protocolo experimental consistirá em analisar a via no hipotálamo através de técnicas de expressão gênica e determinação proteica, com a perspectiva de elucidar possíveis alterações relacionadas à caquexia. Trata-se de um estudo translacional no qual os resultados serão comparados com as imagens do SNC de pacientes caquéticos adquiridas por ressonância magnética, referentes ao projeto Fapesp no2016/12508-7.