Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da ictiofauna proveniente de localidades-tipo de espécies nominais descritas da bacia do Rio Grande, estado de São Paulo

Processo: 19/23374-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Julio Cesar Garavello
Beneficiário:Vitor Hugo Palomo Pinheiro
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/04388-7 - Revisão das espécies nominais da ictiofauna de rios do estado de São Paulo através de análises morfológicas e moleculares de topotipos, incluindo a caracterização da diversidade ictiológica remanescente nas localidades-tipo e suas proximidades, AP.BTA.R
Assunto(s):Biodiversidade   Coleção e conservação de animais   Conservação da biodiversidade   Ictiofauna   Água doce   Rio Grande

Resumo

A ictiofauna da bacia do Rio Grande pode ser considerada bem estudada, uma vez que as primeiras descrições de espécies datam da primeira metade do século XIX e que, desde então, diversos estudos sobre taxonomia, biologia e ecologia de comunidades foram realizados nesses mais de 150 anos de investigações. Muitos desses estudos foram realizados na bacia do Rio Mogi Guaçu, tributário da margem esquerda do médio Rio Grande, onde foi criada a primeira estação de piscicultura do Brasil, no final da década de 20 do século passado. Algumas das espécies de peixes descritas para a bacia do alto Rio Paraná entre o final do século XIX e início do século XX têm como localidade-tipo rios da bacia do Rio Grande. Muitas dessas localidades se encontram atualmente alteradas ambientalmente, seja por decorrência de ocupação agrícola e urbana, seja pela construção de barragens para formação do complexo hidrelétrico do Rio Grande. Este plano de atividades se devota ao levantamento de informações sobre a ictiofauna do Rio Grande, análise de material ictiológico presente em coleções e coleta de material nas localidades-tipo das espécies nominais para caracterização da ictiofauna. Os dados a serem levantados possibilitarão um diagnóstico atual da ictiofauna e poderão subsidiar ações para sua conservação. (AU)