Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do plastificante bisfenol a (BPA) no eixo tireoidiano de peixes adultos teleósteos

Processo: 19/23816-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 06 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 22 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Renata Guimarães Moreira Whitton
Beneficiário:João Paulo Silva Pinheiro
Supervisor no Exterior: Fabiana Laura Lo Nostro
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Buenos Aires (UBA), Argentina  
Vinculado à bolsa:16/08770-8 - Avaliação da qualidade seminal, mutagênese e genotoxicidade em Astyanax altiparanae (Teleostei, Characidae) expostos ao alumínio em diferentes temperaturas de água, BP.DR
Assunto(s):Fisiologia   Metabolismo   Reprodução   Ecotoxicologia

Resumo

Os ecossistemas aquáticos podem ser fortemente afetados por atividades antrópicas resultantes da agricultura, mineração, indústrias e assentamentos urbanos. Entre os poluentes liberados estão os plastificantes (ftalatos e bisfenóis), considerados de preocupação emergente. O bisfenol A (BPA) pode envolver a interrupção de várias vias relacionadas a vários processos celulares e fisiológicos (proliferação, metabolismo, resposta imune etc.) em machos e fêmeas. Assim, o principal objetivo do presente projeto é analisar os efeitos do plastificante BPA no eixo tireoidiano de peixes teleósteos adultos, com ênfase no modo de ação e na possível interação com o eixo reprodutivo, utilizando como modelo um peixe representativo da bacia do Rio da Prata, o peixe ciclídeo Cichlasoma dimerus. O projeto caracterizará o sistema tireoidiano de C. dimerus adulto nos níveis da hipófise e da glândula tireóide e determinará o modo de ação do BPA nos parâmetros do eixo tireoidiano e reprodutivo, utilizando ensaios in vitro.