Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação toxicológica de sedimento de uma área de mineração de ouro (Paracatu - MG)

Processo: 19/15072-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Maria Aparecida Marin Morales
Beneficiário:Kemellyn Cristina Panchera
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Mutagênese   Mineração   Genotoxicidade   Citotoxicidade   Allium cepa   Análise toxicológica   Testes de mutagenicidade

Resumo

A mineração é umas das atividades mais lucrativas e importantes para a economia brasileira. Várias toneladas de minério são exportadas anualmente, movimentando boa parte do PIB do país. Porém, os métodos de obtenção desses produtos podem levar a consequências danosas à saúde da população de cidades onde as mineradoras estão instaladas, como é o caso da cidade de Paracatu - Minas Gerais. Assim, o presente estudo tem como objetivo avaliar, por meio de ensaios com o bioindicador Allium cepa, os potenciais citotóxico, genotóxico e mutagênico de amostras de solubilizados e lixiviados de sedimentos de 4 diferentes rios da cidade de Paracatu, relacionados coma atividade mineradora local. O potencial citotóxico será avaliado pelas análises de germinação de sementes e do índice mitótico, o potencial genotóxico pelo teste de aberrações cromossômicas e o mutagênico pelo ensaio de micronúcleos e de quebras cromossômicas. Como a espécie Allium cepa é considerada um bom indicador para avaliar contaminações ambientais, cujos efeitos registrados neste organismo apresentam uma alta correlação com os de mamíferos, os resultados desta pesquisa poderão auxiliar no conhecimento dos possíveis impactos que a mineração pode estar promovendo tanto no ambiente como na saúde da população.