Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação comparativa dos efeitos antitumorais dos inibidores de NF-ºB DHMEQ, DTCM-g e SEMBL em Sarcoma de Ewing

Processo: 19/17020-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:María Sol Brassesco Annichini
Beneficiário:Mariana Medeiros
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Oncogenética   Biologia celular   Câncer infantil   Sarcoma de Ewing   Inibidor de NF-kappaB alfa

Resumo

O câncer infantil está entre as principais causas de morte em crianças e adolescentes entre 0 e 19 anos e entre eles, o sarcoma de Ewing é responsável pelo óbito de 2,4 crianças em média a cada 1.000.000 todo ano. Este é um tipo de câncer muito agressivo, com altas taxas de recidiva. O tratamento atual se baseia principalmente em um coquetel de quimioterápicos, porém em muitos casos o tumor apresenta resistência. Por este motivo a busca por novos alvos terapêuticos se faz necessária. Um bom candidato é o fator de transcrição nuclear kappa B (NF-ºB) que está envolvido em várias vias oncogênicas como regulador de genes relacionados com o aumento na proliferação, sobrevivência, migração e invasão, além de genes anti-apoptóticos. Nos últimos anos, o grupo de pesquisa do Prof. Umezawa (Universidade de Aichi, Japão) desenvolveu 3 inibidores de NF-ºB: DHMEQ, DTCM-g e SEMBL, que já mostraram ser eficazes contra células tumorais tanto in vitro como in vivo sem apresentar efeitos colaterais em animais ou citotoxicidade em células não malignas. Desta forma, o presente estudo tem como objetivo realizar uma análise comparativa dos efeitos in vitro da inibição do fator de transcrição NF-ºB em linhagens celulares de sarcoma de Ewing por meio dos inibidores DHMEQ, DTCM-g e SEMBL. Para isso, as linhagens celulares RD-ES e SK-ES-1 serão cultivadas em monocamada e em modelos 3D e expostas à diferentes concentrações de DHMEQ, DTCM-g e SEMBL associados ou não com doxorubicina. Paralelamente, serão realizados testes para avaliar o estado de ativação do NF-ºB, a citotoxicidade, a migração, a invasão, a capacidade clonogênica e uma análise da expressão de genes envolvidos em todos estes processos e na quimiorresistência e imunohistoquímica para marcadores de proliferação, apoptose e invasão. Todos os testes serão realizados em triplicatas, analisados utilizando o programa GraphPad Prism 7 (GraphPad, EUA) e as diferenças só serão consideradas significativas quando p<0,05. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: