Busca avançada
Ano de início
Entree

Marcadores osteogênicos e reprogramação epigenética durante a transição fenotípica do músculo liso vascular: da contração à calcificação

Processo: 19/22255-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Willian Fernando Zambuzzi
Beneficiário:Geórgia da Silva Feltran
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/22689-3 - Sinalização parácrina mediada por microvesículas e proteínas entre células ósseas e endoteliais durante o desenvolvimento e regeneração do tecido ósseo, AP.JP
Assunto(s):Epigênese genética   Miócitos de músculo liso   Calcificação vascular   Metilação de DNA   Hidroximetilação de DNA

Resumo

O sistema vascular é encarregado pelo transporte de fluidos, sendo devidamente responsável por movimentar grandes volumes de sangue por todo o corpo. Todos os vasos sanguíneos têm a mesma estrutura anatômica básica, compostos de uma única camada concêntrica de células endoteliais, circundado por uma camada secundária, composta de células musculares lisas. Trata-se de um tecido dinâmico com atividades fisiológicas excepcionais, porém está envolvido com a instalação de patologias vasculares, como é o caso da calcificação vascular, que se caracteriza por uma deposição ectópica de cristais inorgânicos de fosfato de cálcio no tecido arterial levando ao aumento significativo do risco de morbidade e mortalidade. Trata-se de uma patologia de etiologia multifatorial, porém tem sido amplamente associada à deficiência crônica dos rins, a qual correlaciona-se a distúrbios no metabolismo do cálcio e fosfato, fatores ambientais desencadeadores da calcificação ectópica. Alguns autores já destacam que a calcificação vascular recapitula eventos morfogênicos da osteogênese, porém seu estudo molecular ainda necessita de maiores investigações, sobretudo trazendo compreensão epigenética desta influência ambiental na expressão de genes envolvidos na calcificação de células musculares lisa. Nesse sentido, a proposição de modelos in vitro alternativos garante uma condição experimental facilmente controlada para estudar a etiologia da calcificação vascular, e isso parece preencher uma lacuna entre modelos animais e comprometimento humano. Neste contexto, o objetivo principal desta proposta, com pleito a bolsa de doutorado, será investigar se o mecanismo epigenético global está envolvido na ativação de genes marcadores osteogênicos em células musculares lisa, durante processo de calcificação. Após a padronização dos modelos de calcificação vascular em cultura 2D e 3D, faremos análise de expressão gênica de marcadores osteogênicos, análise de mecanismos globais epigenéticos através de metilação e hidroximetilação, western blotting para marcadores clássicos destes eventos, além de validar os achados nos modelos de cultura celular, em modelo animal já descrito na literatura para instalação de Doença Renal Crônica. Ressalta-se que esta solicitação se encontra com cobertura financeira do projeto JP, processo 2014/22689-3. Temos previsto, ainda, período de BEPE em parceiro no exterior, para desenvolver os objetivos in vivo, os quais agregarão valores técnico-experimentais ao desenvolvimento de projetos no Depto de Química e Bioquímica, IBB-UNESP. (AU)