Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelagem da demanda em rede de transporte público por ônibus: uma abordagem baseada na geoestatística

Processo: 19/12054-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Transportes - Planejamento de Transportes
Pesquisador responsável:Cira Souza Pitombo
Beneficiário:Samuel de França Marques
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Transporte público   Krigagem   Geoestatística   Modelagem de dados   Semivariograma   São Paulo (SP)

Resumo

O presente projeto de doutorado, que tem como objetivo geral modelar e estimar a demanda em uma rede de transporte público, baseando-se em uma abordagem geoestatística, é continuação de um trabalho de mestrado prévio e incorpora-se a uma linha de pesquisa que avalia, ao longo dos anos, a demanda por transportes a partir da modelagem espacial de dados. A sua concepção baseia-se nas restrições e êxitos de trabalhos realizados anteriormente. A modelagem espacial proposta é aplicada ao número de embarques e desembarques, por ponto de parada, e carregamento nos trechos, ao longo de oito linhas de transporte público por ônibus da cidade de São Paulo. Serão analisados os efeitos de variáveis explicativas, efeitos da aplicação de distâncias em rede ou euclidianas no processo de cálculo e modelagem de semivariogramas, e também o efeito de sobreposição de linhas. Além de trazer uma contribuição metodológica significativa, a contribuição prática do trabalho justifica-se na redução dos recursos financeiros necessários à realização da pesquisa sobe/desce e no potencial das técnicas a serem utilizadas para estimativas de demanda de usuários em pontos de parada não amostrados na pesquisa. Como ferramentas a serem utilizadas destacam-se a krigagem universal e krigagem ordinária. São propostos o teste do ponto fictício e validação para adequação metodológica. Na validação, buscar-se-á identificar o conjunto de pontos de parada e trechos de linhas, a serem contemplados pela pesquisa sobe/desce, que gerariam superfícies contínuas de valores estimados mais próximas da condição em que métricas de aderência são otimizadas. Essa solução, portanto, eliminaria a necessidade de realização do referido levantamento em toda a rede de ônibus, mas ainda garantiria resultados aproximados aos da pesquisa completa. (AU)