Busca avançada
Ano de início
Entree

O impacto de EVER1/2 sobre a atividade transcricional de beta-HPV

Processo: 19/25486-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Laura Cristina Sichero Vettorazzo
Beneficiário:Aline Lopes Ribeiro
Supervisor no Exterior: Massimo Tommasino
Instituição-sede: Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira (ICESP). Coordenadoria de Serviços de Saúde (CSS). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : International Agency for Research on Cancer (IARC), França  
Vinculado à bolsa:16/16528-2 - Análise da atividade transcricional de HPV-18 durante a diferenciação celular, BP.DR
Assunto(s):Infecções por Papillomavirus   Virologia   Transcrição   Neoplasias

Resumo

Os papilomavírus humano cutâneos do gênero beta (beta-HPV) estão amplamente distribuídos por todo o corpo humano. A associação de beta-HPVs e o desenvolvimento de câncer de pele não-melanoma foram inicialmente relatados em pacientes com um raro distúrbio genético denominado Epidermodisplasia verruciformis (EV). Cerca de metade dos pacientes portadores de EV possuem mutações nos genes TMC6 ou TMC8, que codificam as proteínas EVER1 e EVER2, respectivamente. Recentemente, foi sugerido que, na população geral, o EVER1/2 podem atuar como um fator de restrição às infecções por beta-HPV. Além disso, já foi demonstrado que as proteínas EVER formam um complexo com a proteína transportadora de zinco-1 (ZnT-1) em queratinócitos, regulando a concentração de zinco intracelular e, consequentemente, influenciando na atividade de fatores de transcrição modulados por zinco, como membros da família AP-1 . No entanto, o mecanismo pelo qual essas proteínas interagem com o beta-HPV não foi totalmente elucidado. Para tanto, propomos investigar o papel de EVER 1/2 na restrição do ciclo de vida de beta-HPV em queratinócitos humanos. O principal objetivo será avaliar a atividade transcricional de beta1-HPV-5, beta2-HPV-38 e beta3-HPV-49 em células que expressão EVER1/ 2 e células silenciadas. Ademais, será avaliado o efeito da irradiação UV e o papel do complexo AP-1 nesse contexto. Expandir esse conhecimento contribuirá para melhor elucidar as propriedades biológicas dos beta-HPVs e a patogênese de suas doenças associadas.