Busca avançada
Ano de início
Entree

Monitoramento dos impactos de agrotóxicos utilizando testes ecotoxicológicos avançados

Processo: 19/21098-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Gisela de Aragão Umbuzeiro
Beneficiário:Rhaul de Oliveira
Supervisor no Exterior: Stefan Scholz
Instituição-sede: Faculdade de Tecnologia (FT). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Local de pesquisa : Helmholtz Association, Alemanha  
Vinculado à bolsa:18/03108-0 - O papel do teste com embrião de Peixe-Zebra na avaliação integrada da qualidade da água em áreas de plantio de cana-de-açúcar, BP.PD
Assunto(s):Ecotoxicologia

Resumo

Os agrotóxicos são usados em grandes quantidades na agricultura moderna para garantir a segurança alimentar e a produção de biocombustíveis. O registro e a autorização de agrotóxicos exigem que eles possam ser usados sem agredir o meio ambiente, assim dados de segurança apropriados devem ser fornecidos antes da comercialização e aplicação desses. No entanto, a avaliação do perigo é baseada em compostos individuais, enquanto normalmente os agrotóxicos ocorrem no ambiente em misturas. Isso pode representar uma das principais razões pelas quais o impacto provavelmente causado por agrotóxicos nos ecossistemas dulciaquícolas pode ser observado em escala continental. Para identificar o impacto potencial da mistura complexa de agrotóxicos no meio ambiente, o monitoramento químico deve ser acompanhado de uma avaliação bioanalítica. Os biotestes são capazes de capturar os efeitos combinados e os efeitos de compostos não visados pela avaliação química.O projeto proposto tem como objetivo analisar o impacto de misturas de agrotóxicos com foco nos agrotóxicos utilizados no Brasil e identificados em águas doces. A análise será conduzida com dois biotestes de alto rendimento/alto conteúdo: (1) um teste automatizado de embrião de peixe-zebra com fenótipagem quantitativa e avaliação de comportamento e (2) um teste diagnóstico de algas acoplado à fluorimetria do PAM (modulação por amplitude de pulso) e FACS ( analisador de células ativadas por fluorescência). Assim, por meio desses dois modelos, caracterizaremos as assinaturas de efeito de agrotóxicos individuais e sua mistura. O foco será nos agrotóxicos que são comumente usados na produção de cana de açúcar, incluindo áreas de conversão de pastagens em canaviais. É importante mencionar que os dois sistemas permitem capturar os principais modos de ação dos agrotóxicos, ou seja, efeitos teratogênicos neuroativos e potenciais de inseticidas e interação de herbicidas no fotossistema. Nosso objetivo é uma compreensão detalhada dos efeitos da mistura nesses bioensaios para melhorar a previsão da mistura de agrotóxicos e a interpretação dos padrões de efeitos da mistura para avaliação de perigo.