Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica dos oxidantes de amônia em solos de Mata Atlântica: impacto da conversão floresta-pastagem e da adubação nitrogenada

Processo: 19/19145-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Tsai Siu Mui
Beneficiário:Luis Fernando Merloti
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia microbiana   Oxidantes   Amônia   Solos   Fertilizantes nitrogenados   Nitrificação   Florestas   Pastagens   Mata Atlântica

Resumo

A nitrificação tem grande importância na regulação da disponibilidade de N no solo e por ser a etapa inicial de processos como a lixiviação e desnitrificação. A nitrificação é executada por grupos específicos de bactérias e arqueias no solo e que possuem comportamento pouco elucidado de acordo os diferentes usos do solo e manejos agrícolas. Em contraste com outros Biomas brasileiros, existem poucas informações a respeito da diversidade de comunidades microbianas em solos de Mata Atlântica e o papel funcional desempenhado por esses microrganismos nesse bioma, principalmente sobre efeito de alterações antropogênicas como na conversão floresta-pastagem. Além disso, considerando que grande parte das pastagens no Brasil são formadas por plantas de Urochloa e submetidas a adubações para aumentar o desenvolvimento das plantas, ainda não está claro como o cultivo de variedades e fontes de N podem levar a mudanças significativas nas comunidades microbianas nitrificantes ativa em condições de solos tropicais. Além do mais, a contribuição de cada grupo de bactérias e arqueias na nitrificação permanece pouco esclarecida, principalmente sob condições variadas de fontes de N no solo. Através de uma abordagem combinada de 3 estudos, este trabalho buscará elucidar o comportamento da comunidade nitrificante potencial e ativa, de acordo com os diferentes usos do solo em região de Mata Atlântica, e em solos cultivados com diferentes variedades de Urochloa e sob efeito de variadas fontes de N. O estudo 1 será baseado em duas coletas a serem realizadas em região de Mata Atlântica em área de floresta nativa, pastagem degradada e pastagem conservada, onde serão investigados o comportamento da comunidade nitrificante sob efeito desses diferentes usos da terra. No estudo 2, através de um experimento em casa-de-vegetação, serão investigados os efeitos de variedades de Urochloa e fontes de N sobre a microbiota nitrificante ativa do solo. Em seguida, um experimento de microcosmos (estudo 3) será conduzido com os solos utilizados no estudo 2, afim de desvendar a contribuição individual das bactérias e arqueias no processo de nitrificação quando submetidas a variadas fontes de N. Esta proposta de pesquisa pretende oferecer avanços na caracterização do papel dos microrganismos nitrificantes em áreas de Mata Atlântica e elucidar o impacto da mudança de uso do solo sob essa comunidade microbiana. Além disso, o trabalho buscará compreender o efeito do uso de variedades e adubações nitrogenadas sobre a comunidade nitrificante ativa, trazendo informações relevantes para solos tropicais. A partir do estudo da microbiota nitrificante espera-se gerar informações relevantes para a seleção de estratégias agronômicas adequadas para: melhorar o aproveitamento de N em sistemas agrícolas, reduzir o impacto negativo do N no ambiente e melhorar o uso do solo incentivando a recuperação de áreas de pastagens degradadas. (AU)