Busca avançada
Ano de início
Entree

As propostas de superação colonial de Guerreiro Ramos e Frantz Fanon

Processo: 19/21468-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Teoria Política
Pesquisador responsável:André Kaysel Velasco e Cruz
Beneficiário:José Victor Alves da Silva
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):História do pensamento econômico   Análise de conteúdo

Resumo

O objetivo deste projeto é realizar uma análise comparada das propostas de superação colonial elaboradas pelo sociólogo e político brasileiro Alberto Guerreiro Ramos (1915-1982) e pelo psiquiatra e filósofo martinicano-argelino Frantz Omar Fanon (1925-1961). Para isso, minhas fontes principais são os livros A crise do poder no Brasil (1961) de Guerreiro e Em defesa da revolução africana (1964) de Fanon. Como hipótese inicial, suponho que as suas respectivas teorias refletem semelhanças, mas principalmente diferenças no pensamento e no contexto desses autores. Assim, analiso como estes dois intelectuais e militantes negros, a partir dos seus respectivos contextos no Brasil e na Argélia, conceberam a situação colonial dos países do Terceiro Mundo na segunda metade do século XX, especificamente entre as décadas de 50 e 60. (AU)