Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação morfoquantitativa do rim de ratos (Rattus Norvegicus) após a criopreservação: avanços para o banco de órgãos transplantáveis

Processo: 19/11425-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Tais Harumi de Castro Sasahara
Beneficiário:Jacqueline dos Santos da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Anatomia animal   Insuficiência renal crônica   Criopreservação   Quantificação   Rim   Roedores   Rattus norvegicus

Resumo

A doença renal crônica é uma das enfermidades que ocorre com frequência nos animais domésticos, caracterizada pela diminuição ou perda da função renal, tais como filtração, eritropoiese, controle ácido e básico, hidroeletrolítico, podendo ser de origem hereditária, congênita, infecciosa, tóxica, dentre outras. O número de transplantes de rim teve um aumento significativo nos últimos anos, tendo uma demanda muito maior do que o necessário para atender a população. Desta forma, a criopreservação é uma opção de conservação de órgãos para suprir bancos de órgãos e tecidos, diminuir o desperdício e aumentar o número efetivo de transplantes. Assim, dados morfológicos e quantitativos são uteis para comprovar o grau de preservação e danos no tecido renal, visando, dessa forma, aprimorar protocolos para conservação a baixas temperaturas. Objetiva-se, portanto, avaliar o tecido renal de ratos submetidos à criopreservação, sob o aspecto qualitativo e quantitativo baseando-se em métodos estereológicos, mais eficientes, precisos e acurados. (AU)